Evento da BASF reúne mais de 400 especialistas no interior de SP
CI
Agronegócio

Evento da BASF reúne mais de 400 especialistas no interior de SP

Na ocasião foram anunciadas cinco novas patentes
Por:
Sétima edição do Top Ciência foi realizada na cidade de Campinas (SP) seguindo conceito de inovação aberta
Na ocasião foram anunciadas cinco novas patentes. Estão em análise novas ideias que poderão gerar outras patentes
Serviços voltados à conectividade e área de Soluções Funcionais também foram anunciadas durante o evento


A Unidade de Proteção de Cultivos da BASF realizou nessa quinta-feira (4) em Campinas, no interior paulista, a sétima edição do Top Ciência. O objetivo do evento é promover o engajamento da comunidade científica em relação à proteção de cultivos e selecionar os melhores trabalhos, desenvolvidos no último ano, que indicaram alternativas para o aumento da produtividade no campo, com rentabilidade e de forma responsável.

Na ocasião, foram anunciadas cinco novas patentes, fruto do conceito do próprio evento: a inovação aberta, por meio do qual a BASF é contatada por pesquisadores e instituições de pesquisa para estabelecer parcerias em estudos focados no aumento da produtividade agrícola. Quatro patentes derivaram de uma patente submetida em 2011, tendo como inventores pesquisadores de quatro universidades na busca da sinergia entre diferentes herbicidas e fungicidas em diversas culturas. A quinta patente submetida refere-se ao efeito sinérgico fungicida e inseticida da composição de específicos extratos de plantas. Desde a primeira edição do Top Ciência, em 2006, já foram estabelecidas nove parcerias de estudos conjuntos.

"Os desafios na agricultura estão ficando cada vez mais complexos. Para continuar atuante nesse cenário, é preciso focar em uma abordagem abrangente da agricultura. Pesquisas como estas nos auxiliam e apontam caminhos para se conquistar uma maior produtividade e soluções inovadoras para o campo. Para que se tenha uma ideia, só em 2011 a BASF investiu de forma global €412 milhões , ou seja, mais de R$ 1 bilhão , na busca por inovações voltadas à agricultura. Isso representa 26% do total de investimento do grupo BASF em pesquisa e desenvolvimento", explica Leandro Martins, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para a América Latina.

Conectividade no campo

Além de provedora de produtos, a BASF oferece serviços complementares que auxiliam os produtores rurais a terem acesso as informações qualificadas e diagnósticos que proporcionem melhores soluções. Prova disso foram os lançamentos de dois novos serviços ligados à tecnologia que favorecem a conectividade no campo: o aplicativo para smartphone AgroNews e duas novidades para o já consagrado Digilab.

AgroNews consiste num aplicativo para smartphone que oferece de forma atualizada e constante informações sobre clima e notícias do mercado agrícola, permitindo mobilidade aos usuários. Com ele é possível identificar tendências e oportunidades para que os agricultores não percam bons negócios.

Já o Digilab apresentou três novidades: na primeira, o serviço foi estendido aos tablets, no qual vai dispor de uma de lupa conectada via wireless (sem fio) que proporciona um aumento de até 200 vezes para a visualização de pragas, doenças e ervas daninhas na lavoura. Dessa forma, também favorece a mobilidade dos diagnósticos no campo. Já as outras duas - ambas voltadas para computador - referem-se à ampliação da cobertura: o serviço engloba a partir de agora a identificação de nematóides - parasitas das plantas que vivem no solo e na água e causam danos. Além disso, também foi estendido à área de Non Crop da BASF, que concentra soluções para o controle de pragas e doenças em ambientes não agrícolas.

Soluções Funcionais para a Agricultura

A BASF aproveitou a ocasião ainda para anunciar o estabelecimento de uma nova área dentro de seu negócio agrícola. Trata-se de "Soluções Funcionais para a Agricultura". A área estará focada no desenvolvimento de tecnologias que vão além da proteção de cultivos.

Com o apelo e a necessidade de se produzir mais e de forma sustentável, faz-se importante explorar outras formas de otimizar a produção, que consideram aspectos como a escassez de água, fertilidade do solo, otimização do uso de fertilizantes e fatores de estresse às plantas, como calor, seca, frio ou má nutrição. "Queremos trazer as melhores tecnologias aos nossos clientes. Para isso precisamos ampliar nossa oferta de soluções", afirmou Maurício Russomanno, vice-presidente da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para o Brasil.

Com o advento da área a BASF espera atender de forma mais completa as necessidades de seus clientes em mercados estratégicos para o seu negócio, especialmente os focados na produção de cereais, oleaginosas como milho e soja, além dos que concentrem a produção em culturas de especialidades, como hortifruti e cana-de-açúcar.

O evento

Anualmente, o negócio agrícola da empresa realiza o Top Ciência. O evento já figura como um dos mais importantes fóruns internacionais de aprendizado e desenvolvimento técnico e científico na agricultura. Dele participam pesquisadores, cientistas, agricultores e consultores de diversos países da América Latina que se destacaram com trabalhos científicos inovadores em prol da agricultura sustentável na região.
Em 2012 o prêmio já passou pela Argentina (12 e 13 de julho), pelo México (23 e 24 de agosto), pela Colômbia (6 de setembro) e encerrou-se no Brasil no dia 4 de outubro, onde os melhores trabalhos de toda região foram apresentados e avaliados. A comissão julgadora elegeu as melhores pesquisas em cerca de 20 cultivos pesquisados, entre eles: soja, milho, arroz, feijão, trigo, girassol, café, algodão, cana-de-açúcar, citros, amendoim e hortifruti (tomate, batata, uva, melão, manga e maçã) e também da área de Non Crop.

"O Top Ciência é uma das iniciativas mais importantes da BASF no que se refere ao fomento de pesquisa com aplicação prática. Visamos com o evento elevar o conhecimento sobre as ferramentas necessárias para o aumento de produtividade de forma sustentável, assegurando a competitividade de nossa agricultura", afirma Eduardo Leduc, vice-Presidente Sênior da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para a América Latina, Fundação Espaço ECO e Sustentabilidade para a América do Sul.

Esta edição do evento está atrelada ao conceito da campanha multimídia "Um Planeta Faminto e a Agricultura Brasileira", lançada pela BASF em 2010 e que já impactou cerca de três milhões de pessoas, tornando-se uma referência no mercado agrícola. Nas diversas ações dessa campanha, a intenção é levar informação qualificada sobre o segmento agrícola à sociedade, bem como desmistificar a visão, por vezes distorcida, existente em relação ao papel do agricultor - um dos principais responsáveis pelo abastecimento de alimentos no País e gerador de divisas pela exportação dos excedentes de produção.

Foram reconhecidos 23 pesquisadores.

Confira a lista:

BRASIL

Cereais e Cereais de Inverno

Instituição: Universidade Federal de Uberlândia
Origem: Uberlândia (MG)
Título do trabalho: Contribuição da Proteção foliar e dos Efeitos Fisiológicos dos Fungicidas na Produção e Partição de Fotoassimilados (Matéria Seca) na Cultura do Milho
Autor: Césio Humberto de Brito

Instituição: Universidade Federal de Santa Maria
Origem: Santa Maria (RS)
Título do trabalho: Produtividade do milho (Zea mays (L.) em função do controle da mancha da folha (Phaeosphaeria maydis), exercido pela aplicação de ABACUS® HC (Piraclostrobina + Epoxiconazol) associado com Mo.
Autor: Ivan Dressler Costa

Instituição: CWR Pesquisa Agrícola LTDA
Origem: Palmeira (PR)
Título do Trabalho: Manejo da mancha salpicada do trigo e benefícios AgCelence® do Fungicida Opera® (Piraclostrobina + Epoxiconazol) com ou sem adjuvante na produtividade da cultura
Autor: Eduardo Gilberto Dallago

Instituição: Universidade Estadual do Centro Oeste
Origem: Guarapuava (PR)
Título do Trabalho: Posicionamento da aplicação do fungicida Opera® como forma de maximizar a produtividade e rentabilidade econômica da cultura do milho
Autora: Jaqueline Huzar Novakowiski

Perenes

Instituição: Fundação Procafé
Origem: Campinas (SP)
Título do Trabalho: Vigor vegetativo comparativo entre as estrobirulinas do Comet® (Pyraclostrobina), Oranis (Picoxystrobina), Flint (Trifloxistrobina) e Amistar (Azoxystrobina) na formação do cafeeiro irrigado por gotejamento.
Autor: Roberto Santinato

Instituição: Sagra Agrícola
Origem: Carmo do Parnaíba (MG)
Título do Trabalho: Cultura do café: 10 anos de estudos da produtividade do cafeeiro (2001 - 2011) e avaliações do efeito potencializador do Sistema AgCelence® da BASF influenciando na bebida do café.
Autor: Marcelo de Melo Linhares

Instituição: Coopercitrus - Cooperativa de Produtores Rurais/Olímpia
Origem: Pindorama (SP)
Título do Trabalho: Avaliação da uniformidade de brotação das gemas, enraizamento e controle de podridão abacaxi com as gemas posicionadas no sulco de plantio a 0º, 90º e 180º
Autor: Marcos Antonio Zeneratto

Instituição: JM Bioanálises
Origem: Botucatu (SP)
Título do Trabalho: Controle da ferrugem alaranjada em cana-de-açúcar e o efeito fisiológico promovido pela aplicação de Opera®
Autor: Junior Cesar Modesto

Instituição: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/SP)
Origem: Jaboticabal (SP)
Título do Trabalho: Controle alternativo de Colletotrichum acutatum e C. gloeoporioides, agentes causais da Podridão floral dos citros, num contexto pós-benzimidazóis
Autor: Antonio de Goes

Instituição: Coopercitrus - Cooperativa de Produtores Rurais/Jales
Origem: Jales (SP)
Título do trabalho: Efeito AgCelence® de Comet® em plantas novas de citros
Autor: Nelcir Alves de Oliveira

Oleaginosas

Instituição: Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - ESALQ/USP
Origem: Piracicaba (SP)
Título do trabalho: Sistema de Apoio à Tomada de Decisão para Aplicações de Fungicidas com Base no Monitoramento Meteorológico das Culturas da Soja e do Tomate
Autor: Paulo C. Sentelhas

Instituição: Vieira Assunção Consultoria
Origem: Tangará da Serra (MT)
Título do trabalho: Efeito do Sistema AgCelence® no controle de doenças na cultura da soja e seu benefício na qualidade nutricional dos grãos
Autor: Paulo Sérgio de Assunção

Instituição: Instituto Phytus
Origem: Santa Maria (RS)
Título do trabalho: Aplicação isolada ou combinada de Roundup Ultra® e Comet® e seus efeitos contributivos nos Sistema AgCelence® no RS e em MT
Autor: Marcelo Madalosso

Instituição: Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Origem: Uberlândia (MG)
Título do trabalho: Eficácia biológica dos produtos Standak® Top, Comet® e Opera® em soja para controle de Meloidogyne javanica e Pratylenchus brachyurus
Autor: Maria Amélia dos Santos

Instituição: Fundação Chapadão
Origem: Chapadão do Sul (MS)
Título do trabalho: Aplicação de fungicidas no controle da ramulária na cultura do algodão cultivado em sistema adensado
Autor: Germison Vital Tomquelskqui

Instituição: Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Origem: Maringá (PR)
Título do trabalho: Atividade de enzimas antioxidantes em folhas de plantas de soja tratadas com glyfosate e piraclostrobina
Autor: Tadeu Takioshi Inoue

Hortifruti

Instituição: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Botucatu - SP)
Origem: Botucatu (SP)
Título do trabalho: Efeito da piraclostrobina + metiran na produção e na incidência do vira cabeça na cultura do tomateiro
Autor: Marcelo Agenor Pavan

Instituição: Coopercitrus - Cooperativa de Produtores Rurais/Taquaritinga
Origem: Taquaritinga (SP)
Título do trabalho: Efeito AgCelence® do Comet® (piraclostrobina) no ciclo de maturação da manga, variedade Tommy Atkins, comparado aos tratamentos competidores
Autor: Valentin Ocimar Gavioli

Instituição: Takao Hoshino
Origem: Itapetininga (SP)
Título do trabalho: Efeito AgCelence® na cultura da batata - cultivar atlantic sob condições climáticas adversas (Solanum tuberosum L.)
Autor: Felipe de Campos Vieira

Instituição: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Botucatu - SP)
Origem: Botucatu (SP)
Título do trabalho: Efeitos fisiológicos de fungicidas no desenvolvimento de plantas de melão rendilhado, cultivadas em ambiente protegido
Autora: Ana Claudia Macedo

Herbicidas

Instituição: Milton Ide Consultoria Agrícola S/C LTDA
Origem: Luis Eduardo Magalhães (BA)
Título do trabalho: Efeito do herbicida Heat® na desfolha da cultura do algodão (Gossypium hirsutum)
Autor: Milton Akio Ide

Instituição: Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - ESALQ/USP
Origem: Piracicaba (SP)
Título do trabalho: Heat® - Inovação tecnológica no manejo de plantas daninhas em cana-de-açúcar
Autor: Pedro Jacob Christoffoleti

Non Crop

Instituição: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/ SP)
Origem: Jaboticabal (SP)
Título do trabalho: Ecotoxicidade do herbicida imazamoxi para organismos não alvos e eficáfia no controle de marcófitas aquáticas submersas
Autor: Claudinei da Cruz

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink