Eventos debatem produção animal no Nordeste

Agronegócio

Eventos debatem produção animal no Nordeste

A Sociedade Nordestina de Produção Animal (SNPA) irá reunir a comunidade científica da região em três eventos a serem realizados na cidade de Petrolina (PE)
Por: -Redação
18 acessos

A Sociedade Nordestina de Produção Animal (SNPA) irá reunir a comunidade científica da região em três eventos a serem realizados na cidade de Petrolina – PE, de 27 a 30 de novembro: IV Congresso Nordestino, X Simpósio Nordestino de Alimentação de Ruminantes e o I Simpósio de Produção Animal do Vale do São Francisco. Mais 500 pequenos empresários, pesquisadores, professores, estudantes de graduação e pós-graduação, técnicos e produtores, autores de aproximadamente 340 trabalhos científicos, estão inscritos para participarem.

Os eventos estão organizados para funcionarem como fóruns de debates e definirem diretrizes técnico-científicas para a produção animal na região. Segundo o presidente da SNPA, Gherman Garcia Leal de Araújo, pesquisador da Embrapa Semi-Árido, algumas das 27 palestras, como a de políticas institucionais para a ciência e tecnologia no Nordeste, devem evidenciar a necessidade das agências públicas como o CNPq aportarem mais recursos com o objetivo de estimular a formação e o crescimento dos grupos de pesquisa em produção animal.

Sustentável

As atividades relacionadas à produção animal, pecuária caprina, ovina e bovina, por exemplo, são extremamente importantes para proporcionar atividades econômicas e sociais sustentáveis na região Nordeste. No Brasil, entre os anos de 1994 a 2000, a produção de carne bovina registrou um crescimento de 28%, o aumento no setor de aves foi de 75% e 41% na de suínos. Para Gherman, o crescimento da participação do Nordeste nestes segmentos agrícolas depende, em boa medida, de investimentos em pesquisas e na ampliação dos grupos de ciência e tecnologia na área de produção animal.

O IV Congresso Nordestino, X Simpósio Nordestino de Alimentação de Ruminantes e o I Simpósio de Produção Animal do Vale do São Francisco precisam ser aproveitados pelos diversos segmentos da área de produção animal para tomar decisões acerca dos caminhos que precisam seguir nos próximos anos. Além das discussões técnicas que devem destacar o vigor e a atualidade das pesquisas na área, os segmentos representados nos eventos precisam identificar desafios e potencialidades para o setor, ressalta Gherman.

Uma delas é buscar a articulação das instituições de ciência e tecnologia com as empresas vinculadas às indústrias de do setor de rações, carne, couro e pele. A ação conjunta é um caminho para incrementar os negócios organizados em torno destas cadeias de produção e incentivar a iniciativa privada a apoiar com recursos financeiros projetos de pesquisa e desenvolvimento.

Os três eventos que acontecem na próxima semana em Petrolina – PE, de 23 a 30 de novembro, são organizados pela Embrapa Semi-Árido e têm o apoio da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), do Centro Federal de Ensino Tecnológico (CEFET-PE) e da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Petrolina e Região (ASCCOPER).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink