Agronegócio

Excursão do Mato Grosso do Sul conhece as potencialidades do RS

Um grupo de 26 mulheres do Mato Grosso do Sul está no Rio Grande do Sul (RS) para conhecer um pouco das potencialidades do Estado.
Por:
1426 acessos

Um grupo de 26 mulheres do Mato Grosso do Sul está no Rio Grande do Sul (RS) para conhecer um pouco das potencialidades do Estado. O projeto Mulheres Rurais da Colônia, do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, prevê, entre suas atividades, um intercâmbio para troca de experiências das mulheres rurais, na organização social e de redes produtivas de alimentos agroecológicos. Em parceria com a Emater/RS-Ascar, o grupo, formado por mulheres de quatro municípios do Mato Grosso do Sul: Glória de Dourados, Itaporã, Novo Horizonte do Sul e Deodápolis, conhecerá nove municípios do RS até sábado (02/07). A excursão iniciou nesta segunda-feira (27/06), passando pelos municípios de Iraí, Frederico Westphalen e Constantina.

A rodovia que separa o município de Iraí e Frederico Westphalen concentra um grande número de produtores e artesãos que vivem à base do porongo, é o chamado Vale das Cuias. Ali o grupo iniciou a excursão e pôde conhecer a realidade das famílias rurais que trabalham com porongo e produção de cuias. São cerca de 70 famílias envolvidas na atividade, desenvolvendo o artesanato típico do Sul. 

Em visita à propriedade da família Marques, o grupo observou o passo a passo da produção artesanal de cuias. O casal, Joceli e Rosane, com ajuda dos filhos Willian e Ana Carolina, tem na produção de cuias o sustento da família. A habilidade dos artesãos surpreende pela beleza e riqueza de detalhes entalhados nas cuias. A capacidade de gravar imagens sem utilizar qualquer desenho de apoio mostra o talento dos artesãos que encontraram no porongo uma opção de trabalho e sustento.

O grupo pôde adquirir os produtos desenvolvidos com porongo e conhecer a fábrica Cuias Jadi, da família Trevisol, que há mais de 25 anos trabalha nessa atividade. Na fábrica ,o grupo acompanhou as etapas necessárias para a fabricação de uma cuia. Desde o plantio e colheita, passando pelo processo de beneficiamento do porongo. até a venda final, a produção pode passar por 35 etapas.

"A intenção dessa atividade é proporcionar ao grupo um intercâmbio técnico possibilitando o conhecimento de experiências de empreendimentos familiares, diferentes modelos de gestão e dos produtos dessa região. Essa é a segunda excursão que trazemos. O grupo que já visitou essa região voltou animado ao passar por essa experiência, onde pôde enxergar as coisas de maneira diferente. É um novo conhecimento que chega até as nossas famílias", afirmou o coordenador do projeto Mulheres Rurais da Colônia, Ermínio Guedes.

A produção de mel da família Gaitcoski também foi destaque da visita. Na Casa do Mel, o produtor Albino Gaitcoski explicou ao grupo todo o processo de produção do mel, desde o trabalho nas colmeias, a extração, até o envase do produto final. Em 300 colmeias, o produtor já obteve 25 quilos de mel por colmeia. A agroindústria da família Gaitcoski tem tradição no município de Frederico Westphalen e tem a qualidade do seu produto reconhecida através do Selo Sabor Gaúcho.

O grupo conheceu ainda a Catedral Santo Antônio, Igreja Matriz da Diocese de Frederico Westphalen, um dos pontos turísticos do município. O historiador Wilson Ferigollo mostrou as dependências da Igreja ao grupo, contando um pouco da história e da construção da Catedral. Dentro dos pontos turísticos religiosos do município, a excursão conheceu também o Santuário Apostólico de Schoenstatt. Para encerrar a visita em Frederico Westphalen, o grupo conheceu a agroindústria Delícias do Campo, que comercializa panificados em geral e outros produtos da agricultura familiar.

Deixando Frederico, a excursão seguiu para Constantina. No município, reuniram-se com o grupo de mulheres de cinco municípios da região: Constantina, Liberato Salzano, São José das Missões, Engenho Velho e Rondinha, que estão inseridas em um projeto de incentivo à produção orgânica. O intercâmbio em Constantina continua com visita às agroindústrias locais.

A excursão segue nesta quarta-feira (29/06) por Veranópolis, passando por Carlos Barbosa e Garibaldi, onde o grupo visitará agroindústrias e os pontos turísticos dos municípios. Em Bento Gonçalves, na sexta-feira (01/07), o grupo de mulheres conhecerá a Vinícola Aurora e a Cantina Strapazzon. No mesmo dia, em Nova Petrópolis, a excursão passará pelo Centro de Treinamento da Emater/RS-Ascar (Cetanp) e outros locais turísticos do município. O intercâmbio encerra no sábado (02/07), em Gramado, com visita à Feira da Agricultura Familiar e aos famosos pontos turísticos de Gramado.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink