Expoagro/AL faz pista 'pesada' nos julgamentos
CI
Imagem: Marcel Oliveira
EVENTO

Expoagro/AL faz pista 'pesada' nos julgamentos

Expoagro/AL atraiu  criadores interessados em apresentar seus trabalhos planejados para 2020
Por:

Primeira pista de julgamento após a pandemia, a Expoagro/AL atraiu  criadores interessados em apresentar seus trabalhos planejados para 2020. As atividades iniciaram na última segunda-feira, 26, com a Expo Brasil do Santa e Inês e seguem até sábado com o julgamentos do nelore, gir leiteiro , girolando e equinos manrgalarga marchador. 
 
Segundo a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), criatórios de oitos estados do Nordeste trouxeram mais de 800 animais para o Parque da Pecuária em Maceió/AL. A pista segue aberta para as raças nelore, santa inês, mangalarga marchador, gir leiteiro e girolando."A Expoagro sempre muito bem disputada, com excelência do primeiro ao décimo quinto colocado. Temos esse ano um das pistas de julgamentos mais difíceis de 2020, isso mostra que nem tudo está perdido neste ano.Os trabalhos projetados para esse ano estão sendo bem avaliados e  apresentam muita qualidade.", ressaltou Domicio Silva, presidente da ACA.
 
O rebanho da Expoagro/AL está sendo avaliado por juizes de prova  integrantes dos quadros das associações nacionais das raças. Na pista do gado nelore, a busca é por animais dentro do padrão racial, como explica o avaliador Fabio Miziara. "São avaliadas a caracterização desejável para as raças.Animais corretos em bons aprumos,de bons posteriores, estrutura corporal e biotipo funcional, além de boa  definição do aparelho reprodutivo, explicou o especialista. 
 
A competição da raça nelore está sendo considerada uma das mais dificeís da temporada, segundo Ricardo Neves,  do criatório  "OS Nelore" do Rio Grande do Norte. "Em todas as categorias nós estamos encontrando muita qualidade, animais bem selecionados e visualmente  perfeitos. Uma disputa de alto nível", resumiu o criador que colocou 12 animais em commpetição. 
 
Atividades 

A pista segue cheia para os julgamentos da raça mangarlarga, com 150 animais inscritos na disputa. As atividades reúnem avaliações de animais nas categorias marcha picada e batida. A avaliação, que começou nesta quinta-feira,29,  foi feita pelo juiz de prova, Plínio Amaral, para os equinos de marcha picada.
 
"Essa categoria é avaliada pela morfologia e o andamento do animal. Observamos os que apresentam melhor distribuição do centro de apoio, como eles distribuem os quatros membros  em contato com o solo",  esclareceu. Nesta categoria,   a qualidade da marcha é decisiva para escolha dos melhore indivíduos. "No final  é somado as notas de conformação e marcha para escolhermos o vencedor da prova", reforçou. 
 
Os julgamentos da raça santa inês possuem maior volume de animais inscritos com 500 animais  vindos de 30 criatórios. O evento faz parte da programação da Expo Brasil e Copa Nacional da raça. "A competição está muito acirrada, com animais bastante parelhos, todos muito corretos e dentro do padrão  requisitado para a raça. Recebemos muitos elogios pelo alto nível dos animais desta competição, que já se consagra como a mais importante da temporada", apontou o criador Marco Maranhão, vice-presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Santa Inês (ABSI). 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink