Exportação brasileira de café cresce em plena entressafra

Agronegócio

Exportação brasileira de café cresce em plena entressafra

Por:
1 acessos

Surpreendente. Assim foi definido o resultado das exportações brasileiras de café no mês de janeiro. De acordo com os dados do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), em plena entressafra, o Brasil enviou para o mercado externo no mês passado 2,19 milhões de sacas, volume 20% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 1,82 milhões de sacas de 60 quilos.

"Esse volume nos surpreendeu. Esperávamos por embarques nos mesmos níveis de janeiro do ano passado", afirma Guilherme Braga, diretor-geral do Cecafé.

A grande procura pelo café brasileiro no mês passado não é por acaso. "Todos os grandes importadores sabem que irá faltar café no mundo esse ano e o que pode ter acontecido é uma antecipação de compras", diz Sérgio Carvalhaes, diretor do Escritório Carvalhaes.

Alemanha compra mais

Na prática, os principais importadores de café do Brasil ampliaram de forma significativa suas compras em janeiro. A Alemanha, por exemplo, elevou de 402,9 mil para 463,9 mil sacas, crescimento de 15,1%. Já os Estados Unidos, segundo maior mercado para o café brasileiro, importou no mês passado 381,4 mil sacas, aumento de 48,5%. O principal destaque do mês, no entanto, foi a Suécia, que elevou em 91,8%, passando de 40,2 mil para 77,2 mil sacas.

Tanta surpresa não é por acaso. O Brasil está em plena na entressafra, período em que, historicamente, a oferta de café no mercado é menor, principalmente para atender à demanda dos exportadores. Além disso, o País irá colher uma safra de apenas 33 milhões de sacas, segundo o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o que irá reduzir a oferta do grão para atender ao mercado externo.

Apesar do resultado otimista, as previsões para os embarques deste ano estão mantidas: irão cair. A expectativa do Cecafé é que o volume exportado recue 13%, para 23 milhões de sacas em 2005. "O resultado do mês passado é, sem dúvida, animador, mas não podemos esquecer que a safra brasileira será menor", explica Braga.

O aumento do volume exportado, aliado às recentes altas dos preços do café no mercado internacional, favoreceram também o aumento da receita dos embarques.

Em janeiro, o Brasil conseguiu receita de US$ 201,3 milhões com as exportações, o que representou aumento de 64,4% em comparação aos US$ 122,4 milhões obtidos em janeiro do ano passado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink