Exportação de carne suína deve crescer 33% em 2020
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Pixabay

ABPA

Exportação de carne suína deve crescer 33% em 2020

Até junho de 2020, as exportações totalizaram cerca de 479 mil toneladas
Por: -Leonardo Gottems
569 acessos

As exportações de carne suína devem crescer cerca de 33% até o final do ano de 2020, totalizando 1 milhão de toneladas, contra as 750 mil toneladas exportadas no ano passado, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). De acordo com a entidade, a peste suína africana (PSA) fez com que a Ásia recorresse ao produto brasileiro. 

Sendo assim, a produção brasileira de carne suína também deve aumentar, mas com menos intensidade. A APBA estima que serão produzidas 4,2 milhões de toneladas, contra 3,9 milhões de 2019, um aumento de cerca de 6,5%. Mesmo com as exportações ganhando muito mais força do que a produção, o consumo per capita deve manter os 15,3 kg por habitante, mesmo número levantado no ano passado. 

Até junho de 2020, as exportações totalizaram cerca de 479 mil toneladas, contra 350 mil no ano de 2019, o que representa um acréscimo de 37% nas vendas até este período. Na questão das receitas, as vendas no primeiro trimestre do ano renderam mais de 1 bilhão de reais, contra pouco mais de 700 mil reais no ano passado, um aumento de mais de 52%. 

Dentre os principais destinos da carne suína brasileira, a China se destaca com 49% das compras, ou 231 mil toneladas, seguida por Hong Kong, que adquiriu 20%, ou 93 mil toneladas e Singapura, que comprou 6%, ou 28 mil toneladas do produto nacional. A China movimentou, neste último ano, 44% do mercado mundial de suínos, além das aquisições do Brasil, comprou 47% da produção do Canadá, 56% da produção da União Europeia e 36% da produção dos Estados Unidos, de acordo com informações da ABPA, citando dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Eurostat e Statistics Canada. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink