Exportações brasileiras de carne suína recuaram
CI
Imagem: Pixabay
EM NOVEMBRO

Exportações brasileiras de carne suína recuaram

Brasil exportou 78 mil toneladas de carne suína, volume 20,1% inferior ao de outubro
Por: -Aline Merladete

As exportações brasileiras de carne suína recuaram com certa força em novembro, registrando o menor volume em 10 meses. A diminuição esteve atrelada à falta de contêineres e, sobretudo, à redução dos envios aos dois principais destinos da suinocultura nacional, China e Hong Kong. Conforme dados da Secex compilados por pesquisadores do Cepea, em novembro, o Brasil exportou 78 mil toneladas de carne suína, volume 20,1% inferior ao de outubro, o menor desde janeiro/21 e 9,8% abaixo do de nov/20.

De acordo com os dados do boletim informativo do Cepea, para a China, especificamente, foram enviadas 21,9 mil toneladas, diminuição de 41,3% frente ao volume de outubro, e para Hong Kong, 9,7 mil toneladas, recuo de 26,5% na mesma comparação. No mercado interno, os preços do suíno vivo e da carne voltaram a cair neste início de dezembro, depois da leve reação das vendas tanto do suíno vivo quanto da carne no fim de novembro. No mercado independente de suínos, a oferta de animais para abate acabou ficando acima da demanda por novos lotes, devido à baixa liquidez da carne nos mercados doméstico e internacional. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.