Exportações de açúcar têm alta de 95% no Porto de Paranaguá

Agronegócio

Exportações de açúcar têm alta de 95% no Porto de Paranaguá

As exportações de açúcar acumulam crescimento de 44% em relação ao mesmo período do ano passado
Por:
276 acessos

A valorização do preço do açúcar no mercado internacional continua mantendo as exportações brasileiras do produto em alta. De acordo com levantamento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), somente no mês de julho, foram embarcadas pelo Porto de Paranaguá mais de 356,1 mil toneladas de açúcar. O resultado é 95% maior que o verificado em julho de 2008, quando saíram pelo complexo portuário paranaense cerca de 181,8 mil toneladas do produto.

Já de janeiro a julho, as exportações de açúcar por Paranaguá acumulam crescimento de 44% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram embarcadas mais de 1,8 milhão de toneladas, este ano, contra 1,2 milhão de toneladas em igual período de 2008.

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária Abastecimento (Mapa) divulgados na última semana apontaram crescimento de 35% na receita gerada pelo total de açúcar exportado pelo Brasil, em julho, comparado ao mesmo mês do ano anterior. No Paraná, esse aumento foi ainda mais expressivo - 129,6%. As vendas externas, segundo informações da Receita Federal, somaram US$ 111,5 milhões.

Com esse desempenho, a participação do Porto de Paranaguá nos embarques nacionais - que totalizaram US$ 761 milhões - foi de 14,6%. O preço médio da tonelada de açúcar em Paranaguá teve alta de 17,2%, passando de US$ 267,11, em julho de 2008, para US$ 313,13, em julho deste ano.

O resultado da receita acumulada pelas exportações de açúcar, nos sete primeiros meses de 2009, também é positivo: US$ 531,8 milhões, o que representou uma alta de 58,5% em comparação ao mesmo período de 2008, quando as vendas externas totalizaram US$ 335,5 milhões. A soma do acumulado deste ano fez a participação do açúcar subir de 4% para 7,1% na receita cambial do Porto de Paranaguá.

A maior parte do açúcar que sai do País por Paranaguá é a granel, mas o que se observa é um aumento nos embarques do produto ensacado exportado em contêineres. Não há como calcular esse aumento, já que, até então, essa era uma operação pouco usual no porto paranaense. De janeiro a julho, foram exportadas mais de 35,5 mil toneladas de sacas de açúcar em cargas conteinerizadas.

Segundo análise do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, as chuvas bem acima da média no Brasil e períodos de seca prolongada na Índia estão sustentando os preços do açúcar no mercado internacional. O Mapa apontou aumento de 200% nas exportações de açúcar para Índia no mês passado em relação ao mesmo mês de 2008.

Ainda de acordo com análise do Deral, o fluxo do mercado internacional alterou o balanço da produção do setor sucroalcooleiro do Paraná. Em 2008, 56% da cana foram destinados à produção de álcool. Em 2009, a estimativa é de 52%, ou seja, 7% menos. Já a cana para açúcar sobe de 44% para 48%: um crescimento de 9,1%, tomando por base o mês de maio de 2009.

Segundo a área de Bioenergia e Sucroalcooleira do Deral, a estimativa é de que os números da safra atual reflitam em um aumento de aproximadamente 36% na oferta de açúcar, enquanto o álcool deverá subir cerca de 13%, em relação à safra 2008.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink