Exportações do agro crescem sem parar
CI
Imagem: Pixabay
EM ALTA

Exportações do agro crescem sem parar

Em agosto o Brasil exportou US$ 8,91 bilhões em produtos do agronegócio
Por: -Eliza Maliszewski

No mês de agosto o Brasil voltou a registrar crescimento nas exportações do agronegócio. Seguiram para fora US$ 8,91 bilhões em produtos. Isso representa uma alta de 7,8% em relação ao mesmo mês do ano passado quando foram exportados US$ 8,26 bilhões. Os números foram divulgados pela Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura.

O aumento ocorreu em função da quantidade dos produtos exportados, que registrou elevação de 16,5%. O crescimento foi de US$ 646,24 milhões em valores absolutos. O agronegócio representou mais de 50% na participação das exportações totais do país. Em agosto de 2019 o setor respondia por 42%. 

Em agosto de 2020, os cinco principais setores exportadores do agronegócio brasileiro foram: complexo soja (31,1%); carnes (16,7%); cereais, farinhas e preparações (12,8%); complexo sucroalcooleiro (12,4%) e produtos florestais (10,0%). A soma das exportações desses cinco setores foi de 83,0% das exportações brasileiras do agronegócio. A participação desses mesmos setores em agosto de 2019 foi de 80,8%. 

Na soja foram US$ 2,21 bilhões, uma alta de 25,1%. Em valores absolutos foram contabilizados US$ 443,11 milhões a mais entre agosto de 2019 e 2020. A  China comprou perto de 75% desse total, o que representou US$ 1,65 bilhão.

A queda de produção na Índia e Tailândia abriu novos mercados para o Brasil para o açúcar brasileiro. Em valores absolutos incremento de US$ 418,81 milhões. Foram exportados em agosto US$ 960 milhões, com alta de 107%.

Os embarques dos produtos do agronegócio brasileiro para a China também explicam o incremento no mês analisado. Foram despachados para o país asiático 30% a mais que o registrado em 2019 (US$ 639 milhões), totalizando em agosto US$ 2,7 bilhões.

As importações de produtos agropecuários diminuíram de US$ 1,10 bilhão para US$ 912 milhões, o que significou um recuo de 17,3%. Desta forma, o saldo da balança comercial de agosto somou US$ 7,1 bilhões.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink