Exporural 2009 deve gerar mais de R$ 30 milhões em negócios e estimular a modificação genética de raças

Agronegócio

Exporural 2009 deve gerar mais de R$ 30 milhões em negócios e estimular a modificação genética de raças

Por:
206 acessos

A 13ª edição da Exporural, uma das maiores feiras agropecuárias da América Latina, realizada de 1º a 9 de agosto, no Parque de Exposições de Salvador, foi aberta oficialmente neste domingo (2).

O evento, organizado pela Associação Baiana dos Criadores de Cavalo (ABCC), em parceria com a Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), deve movimentar durante os nove dias de festa, mais de R$ 30 milhões em negócios, principalmente nos 18 leilões que serão realizados nesse período. Um dos mais importantes, segundo a coordenação, é o da raça bovina homenageada da feira, a Gir Leiteiro, que está iniciando a modificação genética na Bahia, que tem o quarto maior rebanho do país.

Este ano, são esperadas de 10 a 15 mil pessoas de todas as idades, por dia na festa, que tem entre as principais atrações para as crianças, o adestramento de cães, além dos mais de 6 mil animais, entre bovinos, eqüinos, caprinos, ovinos e o paque de diversões. “Eu adoro trazer meus filhos, eles aprendem sobre os animais e se divertem, afirmou o comerciante, André Santos”.

Para quem quer fazer compras, a novidade fica por conta da feira de moda especializada em couro, com artigos de todos os tipos e para todas as idades. “Eu estou adorando fazer compras, estou encontrando acessórios que normalmente a gente não encontra fácil”, explicou a publicitária Adriana Reis, de 29 anos.
“A Exporural mostra o sucesso da agropecuária baiana e a modernização que está acontecendo nessa área com a modificação genética, que só faz valorizar ainda mais os animais do rebanho do nosso Estado”, garantiu o coordenador da feira e presidente da ABCC, Oscar Vilas Boas. Segundo ele, o evento foi sucesso desde a cavalgada de abertura, que contou com mais de 400 cavaleiros.

O evento gera mais de 3.500 empregos diretos, o que também movimenta a economia do estado. Também estão presentes na feira os representantes do artesanato baiano, e da agricultura familiar, apresentada no estande da Seagri.

“A Exporural é a festa da família baiana, mas por traz dessa festa, existe geração de emprego, movimentação da economia, desenvolvimento da tecnologia no meio rural e isso representa o sucesso do agronegócio do nosso Estado”, afirmou o secretário da Agricultura, Roberto Muniz.

Segundo o secretário, manter o Parque de Exposições como um espaço para as feiras agropecuárias é essencial para continuar mostrando para o Brasil o potencial do setor na Bahia. “Os três eventos agropecuários que são realizados nesse Parque, todos os anos, movimentam de R$ 250 a R$ 300 milhões, no nosso Estado”, declarou.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink