Faeg alerta para supostas abordagens de representantes do Independência

Agronegócio

Faeg alerta para supostas abordagens de representantes do Independência

Produtores credores do Frigorífico Independência estão recebendo ofertas de supostos representantes da empresa oferecendo pagamento de créditos no valor de até R$ 100 mil
Por: -Janice
290 acessos

Produtores credores do Frigorífico Independência estão recebendo ofertas de supostos representantes da empresa oferecendo pagamento de créditos no valor de até R$ 100 mil. Em troca, o produtor precisa assinar uma procuração judicial dando a esses representantes poderes necessários para votar a favor do Plano de Recuperação Judicial, na Assembléia Geral do frigorífico.

A Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) alerta que tal consentimento pode acarretar no não pagamento dos créditos uma vez que não existe garantia e muito menos data certa para o pagamento dos pecuaristas. Segundo informações apuradas pela Comissão de Pecuária de Corte da Faeg, nas ofertas desses supostos representantes da empresa fica clara a hipótese de deságio para o pagamento do pecuarista, os valores devidos aos pecuaristas não são passíveis de correção, inexiste previsão de pagamento em prazo médio de 18 meses; e não há qualquer parcela mínima.

Segundo o presidente da Comissão de Pecuária de Corte da Faeg, José Manoel Caixeta Haun, é importante que o produtor não assine nenhum documento sem antes averiguar sua real intenção. Isto porque, mesmo nas abordagens que estão sendo feitas diretamente aos pecuaristas, fica claro que o início dos pagamentos depende de liberação de recursos de agentes financeiros, o que significa que o produtor não tem nenhuma garantia de recebimento. “O produtor que já tenha assinado tal documento, pode revogar a procuração indo ao cartório onde ela foi registrada”, orienta Haun.

Está agendada para a próxima terça-feira (25) uma reunião com os credores do Frigorífico Independência, às 14 horas, na sede da Faeg, em Goiânia (GO). “É importante que o produtor compareça ao encontro para podermos discutir o andamento do Plano de Recuperação Judicial e as supostas abordagens dos representantes do frigorífico”, comenta José Manoel. As informações são da assessoria de imprensa da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink