Falta de ofertas retrai mercado do trigo gaúcho
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Marcel Oliveira

INVERNO

Falta de ofertas retrai mercado do trigo gaúcho

Em Santa Catarina, continuam apenas os negócios pequenos de sobra de semente
Por: -Leonardo Gottems
426 acessos

Dados da T&F Consultoria Agroeconômica indicam que o mercado disponível de trigo no Rio Grande do Sul está retraído por falta de oferta, mas o preço futuro subiu para até R$ 1.000,00 no porto. “No mercado de lotes, os preços do trigo disponível continuam estáveis no Rio Grande do Sul, com compradores a R$ 1.220,00 nas Missões e vendedores a R$ 1.340,00/t FOB para trigo branqueador e R$ 1.300,00/t FOB para trigo pão, mas com baixíssima disponibilidade de ofertas”, comenta. 

“Trigo Futuro, para janeiro de 2020, a cotação subiu R$ 20,00/tonelada para R$ 980,00/t no porto gáucho de Rio Grande, para Trigo moagem PH 77 (com opção de troca por Feed) e R$ 1.000,00 Trigo PH 78, 12%, sem opção de troca. Preços do  mercado  de  balcão  para  os  produtores  estão  ao  redor  de  R$ 55,00/saca na maior parte das praças, com algumas exceções que oscilam entre R$ 57,00 e R$ 54,00”, completa. 

Em Santa Catarina, continuam apenas os negócios pequenos de sobra de semente. “As indicações de preço para o trigo no mercado de lotes em Santa Catarina continuam entre R$ 1.250/1.300 FOB, mais frete e ICMS, para sobra de semente.  Para o produtor, no mercado de balcão se manteve em R$ 57,50 em Campos Novo; manteve R$ 50,00 em Concórdia e Joaçaba, R$ 55,00 em Pinhalzinho e Mafra e R$ 54,50 em Xanxerê”, informa. 

No Paraná, o mercado continua na expectativa da colheita, que segue boa. “O agricultor, capitalizado pela soja, pode esperar colher para não ter problemas de qualidade e os moinhos, além da qualidade, para saber o tamanho da safra e definir os preços. A estimativa do potencial produtivo é de uma produção de 3,45 milhões de toneladas, cerca de 1,0 milhão amais do que na safra passada. No Spot de trigo disponível tem oferta trigo pão a RS a 1270/t, mas moinhos relutantes em pagar porque encarece com logística longa”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink