Famato e FGV analisam incidência tributária em MT
CI
Agronegócio

Famato e FGV analisam incidência tributária em MT

"A partir deste trabalho teremos um diagnóstico completo sobre o modelo tributário mato-grossense"
Pela primeira vez, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), juntamente com outras associações ligadas ao agronegócio, fará uma pesquisa da incidência tributária sobre o agronegócio de Mato Grosso. O estudo será realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das maiores autoridades em pesquisa da economia brasileira, e contará com o apoio do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Na quarta-feira (03-10), o diretor executivo da Famato, Seneri Paludo, o gestor do Núcleo Técnico, Eduardo Godoi, e a analista de assuntos trabalhistas e tributários, Priscila Couto, participaram da primeira reunião com o grupo de trabalho que fará a pesquisa.


"Este é um estudo pioneiro. Queremos entender a realidade tributária da agropecuária de Mato Grosso. A partir deste trabalho teremos um diagnóstico completo sobre o modelo tributário mato-grossense", afirmou Paludo. Segundo ele, muitos impostos são pagos e esses tributos devem ser revertidos em saúde, educação e segurança de qualidade.


O estudo será dividido em duas partes. A primeira será a etapa de levantamento de informações para verificar a legislação tributária de Mato Grosso. Na segunda fase será feito um estudo mais detalhado sobre a incidência tributária de outros estados comparando-a com Mato Grosso.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink