FAO celebra dia mundial da alimentação com luta permanente contra a fome

Alimentação

FAO celebra dia mundial da alimentação com luta permanente contra a fome

Panorama que distancia a meta de reduzir a zero a fome no mundo traçada pela ONU em sua agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável
Por: -Aline Merladete
176 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A comemoração está marcada, nesta oportunidade, por um crescimento constante da fome no planeta, abarcando 821 milhões de pessoas em 2017, panorama que distancia a meta de reduzir a zero a fome no mundo traçada pela ONU em sua agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Coincidindo com o dia da fundação da FAO em 1945, a comemoração se realiza desde que em 1979 a ONU decidiu proclamar a data com o objetivo de chamar a atenção para o tema e somar esforços contra a fome e a desnutrição. 

Neste ano a jornada tem como lema central 'Nossas ações são nosso futuro. Um mundo #FomeZero para 2030 é possível' e se inspira no princípio da FAO segundo o qual todas as instituições e pessoas desempenham um papel na meta de conseguir a Fome Zero, para a qual devem trabalhar juntas.

Há apenas três anos, em setembro de 2015, todos os Estados-membros das Nações Unidas aprovaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Líderes de todo o mundo consideraram a erradicação da fome e de todas as formas de desnutrição (ODS 2) como uma medida fundamental para um mundo mais seguro, mais justo e mais pacífico. A fome não parou de crescer desde então. Segundo as últimas estimativas, o número de pessoas subnutridas aumentou em 2017 pelo terceiro ano consecutivo. No ano passado, 821 milhões de pessoas passaram fome (11% da população mundial – uma em cada nove pessoas no planeta), em sua maioria agricultores familiares que vivem em áreas rurais pobres na África Subsaariana e no sudeste da Ásia.

No entanto, o nível crescente de subnutrição no mundo não é o único desafio que enfrentamos. Outras formas de desnutrição também estão aumentando. Em 2017, pelo menos 1,5 bilhão de pessoas sofriam de deficiências de micronutrientes que prejudicam sua saúde e sua vida. Ao mesmo tempo, a proporção de obesidade entre adultos continuou a aumentar, de 11,7% em 2012 para 13,3% em 2016 (ou 672 milhões de pessoas).

A fome limita-se a áreas específicas, especialmente aquelas atingidas por conflitos, secas e pobreza extrema. A obesidade, porém, está em toda parte e continua a crescer em todo o mundo: estamos testemunhando sua globalização. Um exemplo disso é o fato de que as taxas de obesidade estão subindo mais rápido na África do que em qualquer outra região – oito dos 20 países com as taxas de crescimento mais rápidas estão lá.

O Dia Mundial da Alimentação deste ano , 16 de outubro, tem como objetivo lembrar a comunidade internacional do seu compromisso político para erradicar todas as formas de desnutrição e que alcançar a Fome Zero no mundo, em 2030 (daqui a 12 anos), ainda é possível.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink