FAO diz que colheita de arroz em 2012 sofrerá queda, mas não elevará preço
CI
Agronegócio

FAO diz que colheita de arroz em 2012 sofrerá queda, mas não elevará preço

A produção de arroz com casca deve sofrer baixa este ano em decorrência da queda nas colheitas dos principais produtores mundiais
Por:
Brasília - A produção de arroz com casca deve sofrer baixa este ano em decorrência da queda nas colheitas dos principais produtores mundiais, como a Índia, a Coreia do Sul, o Cambodja e o Nepal, segundo relatório divulgado nesta segunda-feira (6) pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

A colheita em 2012 deve chegar a 724,5 milhões de toneladas – 7,8 milhões de toneladas a menos em relação às projeções para este ano – mesmo assim o número é superior ao registrado em 2011. Porém, os técnicos não preveem uma elevada alta do preço do arroz porque há estoques do produto.

A produção de arroz moído deve chegar a 483,1 milhões de toneladas. A estimativa de queda na produção foi causada devido à chuva intensa que atingiu vários países asiáticos afetando suas plantações.

Paradoxalmente, alguns países registrarão aumento na produção, como a China, Indonésia e Tailândia. Também na África deve ter aumento na produção de até 3%. As perspectivas também são boas para a Bolívia, a Colômbia, a Guiana, o Peru e a Venezuela.

No entanto, a tendência é que a produção sofra quedas até 7% no Brasil, na Argentina, no Paraguai e no Uruguai. O arroz é a base da alimentação de vários povos, principalmente os asiáticos. É a terceira maior produção de cereais em quantidade no mundo atrás apenas do trigo e do milho.

Edição: Talita Cavalcante

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink