INSEGURANÇA ALIMENTAR

FAO pede mais esforço contra pragas perigosas

Lagarta do Cartucho, presente no Brasil, está entre pragas que ameaçam segurança alimentar
Por: -Leonardo Gottems
435 acessos

Há uma necessidade urgente de aumentar os esforços coletivos contra pragas em plantas e doenças em animais que se proliferam rápido para assegurar a segurança alimentar. É o que alertaram mais de 20 países em encontro da Organização de Alimentos e Agricultura das Nações Unidas (FAO) que também foi organizado para Organização Internacional de Saúde Animal, Biodiversidade Internacional, Fórum Internacional da Banana e outros apoiadores da causa.

A lagarta do cartucho, o Mal do Panamá e a peste dos pequenos rumiantes estão se espalhando rápido, cruzando fronteiras e estão colocando o alimento de pequenos agricultores rurais em risco, ameaçando o futuro econômico de países inteiros.

“Pestes e doenças invasoras são a segunda mais importante ameaça à natureza devido ao impacto severo nas populações de subsistência, na saúde humana, animal e plantas, e na economia. Elas estão afetando os mais vulneráveis, os produtores mais pobres e podem ameaçar de fato a segurança alimentar em escala global”, disse Ren Wang, diretora-assistente geral do Departamento de Proteção ao Consumidor e Agricultura da FAO.

“Surtos de animais que cruzam fronteiras e pragas de plantas têm crescido nos últimos anos. Isso é devido a uma ampla de gama de fatores conexos, incluindo comércio internacional e mudança climática. Problemas complexos precisam de solução complexas e em tempo”, acrescentou Wang.

O evento levou a um acordo para um compromisso mais robusto de parceiros com recursos para enfrentar as três doenças.

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink