Farsul avalia anuncio do Plano Safra das culturas de Inverno
CI
Agronegócio

Farsul avalia anuncio do Plano Safra das culturas de Inverno

O presidente do Sistema Farsul, Carlos Sperotto, comemorou o momento oportuno do anúncio
Por:
O presidente do Sistema Farsul, Carlos Sperotto, comemorou o momento oportuno do anúncio do Plano de Política Agrícola Brasileiro para a triticultura e culturas de inverno de 2013, feito pelo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, na sexta-feira (08), na Expodireto em Não-Me-Toque. Para ele o anúncio antecipado das medidas permite que os produtores façam a sua programação de plantio e consolida ações que já existiam. “De 2012 para 2013 houve aumento de 5% sobre o montante dos recursos disponíveis para os produtores, e os juros de 5.5% anunciados reforçam o que pretendíamos”, complementa.

Entre as novidades anunciadas, Sperotto destacou os valores de subvenção ao prêmio do seguro rural para as culturas de inverno, que foram revistos, e o preço mínimo para o trigo sofreu reajuste de 5,99%, passando de R$ 501 para R$ 531 por tonelada.


Mesmo que o reajuste do preço mínimo não tenha atingido o valor solicitado pelos produtores – pedido de 15%, ou seja R$ 567,80 por tonelada (R$ 34,00 pela saca de 60kg) – Sperotto considerou suficiente. Ele destaca como o grande avanço do plano o apoio à comercialização da safra de trigo. Foram disponibilizados R$ 430 milhões para a garantia de preços mínimos por meio das modalidades de Aquisição do Governo Federal (AGF) e pelos leilões de Prêmio para Escoamento de Produto (PEP) e de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro).

Para as culturas da safra de inverno, já foram divulgadas 59 portarias relativas ao zoneamento agrícola, todas publicadas nos meses de outubro e dezembro de 2012. “As áreas de plantio que sempre tínhamos que inscrevê-las no programa oficial, já estão inseridas no novo plano”, destaca o presidente da Farsul.

Para Sperotto, os limites de cobertura do Poagro, que passou de R$ 150 mil para R$ 300 mil, contemplam os anseios do setor, mas que as ações divulgadas não tratam da cobertura de 100% sobre os investimentos, medida aguarda pelo dirigente.

A prorrogação do programa PSI, de 2013 para 2014, também foi solicitada pelo setor. Sperotto acredita que a protelação do prazo traria tranquilidade na indústria. “Eles (indústrias) estão agindo sob pressão, pressão de demandas, de alto custo nas matérias-primas e da mão de obra”, ressalta.

Em relação à expectativa de uma supre safra, Sperotto lastimou a posição de alguns segmentos do setor afirmando que “todos querem uma fatia do bolo, mas na crise não querem dividir os prejuízos”.

Na avaliação final, o presidente da Farsul considerou satisfatório o Plano Agrícola das culturas de inverno. “O plano é bom. Devemos muito ao ministro. A safra que vamos colher poderia ter um nome: Safra Mende Ribeiro”.

Ouça a entrevista do presidente Carlos Sperotto

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.