Feijão sobe 166% em 2016 e leva cesta básica em Cuiabá a disparar 31%

Agronegócio

Feijão sobe 166% em 2016 e leva cesta básica em Cuiabá a disparar 31%

Em setembro, os 13 itens considerados essenciais para uma pessoa somaram R$ 450,10
Por:
295 acessos

Em setembro, os 13 itens considerados essenciais para uma pessoa somaram R$ 450,10

A cesta básica em Cuiabá disparou 31% em setembro no comparativo com o mês em 2015. O aumento foi puxado pelo feijão que subiu 166%, seguido do açúcar (78%) e manteiga (55%). Levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) revela que as carnes apresentaram alta de 6% puxadas pelos cortes nobres, mais precisamente da carne bovina.

Em setembro, os 13 itens considerados essenciais para uma pessoa somaram R$ 450,10. O montante supera os R$ 344,40 verificados o ano passado no mês. No comparativo com agosto o incremento foi leve diante dos R$ 448,90 na ocasião.

O feijão, em decorrência a quebra na safra 2015/2016, disparou 166% o gasto ante o ano passado. O salto do desembolso foi de R$ 19,60 para R$ 52,10. Segundo o Imea, ao se comparar com agosto houve decréscimo de 7%. 

O custo com o açúcar subiu 78%, de R$ 4,40 para R$ 7,80 de um ano para o outro e ante agosto 8%. A manteiga 55% frente setembro do ano passado, chegando a média de R$ 27,70 o gasto, e 11% em relação a agosto.

A baixa produção, motivada pela seca, é um dos fatores para o incremento de preços, assim como no feijão, como é o caso do arroz que teve aumento de 37%, de R$ 8,00 para R$ 10,90 em média. O tomate de R$ 32,90 para R$ 48,30. Além do café, de R$ 9,20 para R$ 11,70.

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink