Agronegócio

Feira de produtos em transição agroecológica se consolida na UFMS

A feira de produtos agroecológicos que acontece todas as terças-feiras no espaço da UFMS, em Corumbá (MS), já é sucesso de público e de vendas.
Por:
271 acessos

Seu Ramão, dona Vanderli, dona Luzinete e dona Lousamira estão radiantes! A feira de produtos agroecológicos que acontece todas as terças-feiras no espaço da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Corumbá (MS), já é sucesso de público e de vendas. Prestes a completar um mês de funcionamento – a primeira foi dia 24 de maio –, pode-se afirmar que a iniciativa está se consolidando e ajudando os agricultores familiares a ampliar sua renda e melhorar a qualidade de vida.
 
A transição agroecológica desse grupo de agricultores foi estimulada por meio de projetos desenvolvidos em parceria entre a Embrapa Pantanal e a UFMS. Hoje o grupo, chamado de Bem-Estar, produz alimentos sem agrotóxicos, controlando pragas e doenças de forma natural. E praticam o preço justo, outra filosofia da agroecologia.
 
O agricultor Ramão da Silva Pires, um dos integrantes do Bem-Estar, disse que a participação na feira começou com cinco agricultores. "Hoje já são seis", comemora. Além dos produtores do assentamento 72, de Ladário, havia nesta manhã de terça (21) representantes da comunidade Antonio Maria Coelho e do assentamento Taquaral.
 
"Antes a gente entregava parte dos nossos produtos no mercado, mas era ruim pra nós por causa da concorrência. Hoje melhorou bastante. Já estamos vendendo mais aqui do que na feira de sábado em Ladário", comenta Ramão, que oferecia verduras e legumes ao lado da mulher, Vanderli Apolinário da Silva.
 
Luzinete da Conceição da Silva e Lousamira de Lima Soares, do lote 21 do assentamento 72, também estão satisfeitas. Estavam expondo alface, pimenta, pimentão, beterraba, cenoura, berinjela, salsinha, coentro, rúcula, couve e queijo. "A gente vem toda terça e está vendendo bem. Hoje trouxe quatro tipos de alface: lisa, americana, mimosa e roxa. A roxa acabou rapidinho", disse Lousamira, que promete aumentar a oferta na próxima terça. A agricultora afirmou que a feira na UFMS está ajudando a melhorar a renda da família.
 
A estudante Claudia Moura e a doméstica Regina Campos aproveitaram para fazer a feira. "Ela veio atrás de mel, mas está levando alface, cebolinha e não quer parar de comprar", disse Claudia sobre a colega. Regina contou que esteve na UFMS porque sabia a diferença dos produtos que encontraria ali. "Vim pensando na saúda da gente", resumiu.
 
A psicóloga Franciele Ariene, que trabalha no campus da universidade, disse ser um privilégio e um grande conforto contar com essa feira de produtos agroecológicos naquele local. "Venho em todas! A qualidade é outra, as verduras duram mais, mesmo na geladeira." A diversidade de produtos também foi lembrada pela consumidora: "já comprei o doce de leite e o pão caseiro, que estavam muito bons."
 
Ramão Pereira, que trabalha em cartório, ficou sabendo da feira em um programa de televisão e achou interessante conhecer. "Além de comprar produtos orgânicos, a gente ajuda o pessoal aqui da região", disse ele, que esteve ontem na universidade pela segunda vez. "Pretendo voltar", confirmou.
 
PARCERIA
 
Representantes da Embrapa Pantanal estiveram nesta terça na feira da UFMS para prestigiar a iniciativa. A chefe geral Emiko Resende, o chefe de transferência de tecnologias José Aníbal Comastri Filho e o supervisor do Núcleo de Comunicação Organizacional Thiago Coppola aplaudiram os agricultores – e não resistiram ao consumo.
 
Eles foram recebidos pelo diretor do campus, Edgar Aparecido da Costa, responsável por projetos de incentivo à transição agroecológica em parceria com o pesquisador da Embrapa Pantanal Alberto Feiden e equipe. 
 
SERVIÇO
 
A feira de produtos em transição agroecológica acontece toda terça, das 8h às 11h, no câmpus da UFMS (avenida Rio Branco, 1.240, Bairro Universitário), em Corumbá.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink