Feira do Azeite Novo acontece neste feriado de finados

FEIRA

Feira do Azeite Novo acontece neste feriado de finados

Durante a Feira, os visitantes podem degustar, comprar e conhecer um pouco mais sobre a cultura da olivicultura
Por:
337 acessos

O autêntico e puro azeite de oliva extravirgem produzido no Rio Grande do Sul estará mais uma vez à disposição dos consumidores na Feira do Azeite Novo, que ocorre neste sábado (02/11), no pátio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR).

O evento, que acontece das 8h às 12h e reúne cerca de 20 marcas, é uma promoção conjunta do Instituto Brasileiro de Olivicultura (Ibraoliva) com a SEAPDR. Durante a Feira, além de encontrar os melhores azeites extravirgem do estado, os visitantes podem degustar, comprar e conhecer um pouco mais sobre a cultura da olivicultura.

“A Feira acontece desde abril, sempre no primeiro sábado de cada mês, e já entrou na programação de muitos porto-alegrenses. São várias marcas de azeites extravirgem, todas produzidas no estado nesta safra de 2019, portanto, novos. São azeites premiados no Brasil e no exterior”, destaca o presidente do Ibraoliva, Paulo Marchioretto.

Como identificar um azeite falsificado

Os técnicos do Ibraoliva alertam: não acreditem em azeites baratos! São necessários de 5 a 14 kg de azeitona para se elaborar 1 litro de azeite. Para usufruir de todos os benefícios que esse importante alimento funcional nos proporciona, devemos consumi-lo o mais fresco possível. A safra, a origem, a acidez e o baixo índice de peróxidos devem ser os principais parâmetros para escolher um bom azeite.

 Azeites extravirgem devem possuir características sensoriais de frescor, jamais devem lembrar notas rançosas, fermentadas ou avinagradas.

Um dos principais importadores de azeite de oliva do mundo, o Brasil registrou um aumento nas importações no período entre outubro de 2018 e maio de 2019, conforme dados do Conselho Oleícola Internacional (COI). O país importou 61,9 mil toneladas de azeite no período, 14% a mais que na temporada anterior.

Segundo especialistas do setor, a maior parte desse percentual é azeite virgem. O azeite virgem é um azeite com algum defeito, portanto, de qualidade inferior.  

“Isso acaba criando uma confusão na cabeça do consumidor e para os órgãos fiscalizadores. No caso de azeites envazados no Brasil, todos podem se transformar em extravirgem, enganando de uma certa forma o consumidor final”, explica Marchioretto. 

Marque na agenda:

O que: Feira do Azeite Novo

Quando: sábado (02 novembro), das 8h às 12h.

Onde: no pátio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Av. Getúlio Vargas, 1.384, Menino Deus, Porto Alegre).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink