Feira do Peixe de Porto Alegre abre amanhã
CI
Agronegócio

Feira do Peixe de Porto Alegre abre amanhã

Local terá 65 bancas, duas delas com peixe assado na taquara
Por:
A instalação da 234ª Feira do Peixe de Porto Alegre no Largo Glênio Peres está em fase final. Até esta segunda-feira (14), os 65 estandes, a rede de energia elétrica e o sistema hidráulico para abastecimento de água estarão concluídos. Organizada pela prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic), a Feira abrirá na terça-feira (15) e o encerramento está previsto para a Sexta-feira Santa. O Glênio Peres terá 59 bancas com pescado, uma com peixes vivos e cinco com produtos de alimentação, duas delas com peixe assado na taquara. O horário de funcionamento será das 8h às 22h. Na sexta-feira, o fechamento está marcado para o meio-dia.

Entre os dias 16 e 18 de abril, será realizada também a 12ª Feira do Peixe da Restinga, com seis bancas de pescado, uma com peixes vivos, três de alimentação, uma de vinhos, além de bancas de artesanato e hortigranjeiros. A Feira funcionará na Esplanada da Restinga.

Investimento - Segundo o titular da Smic, Humberto Goulart, a prefeitura está investindo R$ 158,95 mil na infraestrutura da colônia de pescadores, no Largo Glênio Peres e na Restinga. O objetivo é superar as 305 toneladas vendidas no ano passado entre o Largo Glênio Peres e a Restinga. “A prefeitura apoia a pesca e a piscicultura para gerar emprego e renda às comunidades das ilhas, pescadores da zona Sul e criadores, além de levar uma alimentação saudável aos porto-alegrenses”, acrescentou Goulart.

O Projeto de Incentivo à Piscicultura da Smic, lançado em 2006, já atendeu mais de 50 proprietários rurais e 60 famílias de pescadores de Belém Novo e bairros vizinhos. Este ano, a Smic deverá abrir mais 50 tanques na zona Rural.

Peixe da merenda - A maior parte do pescado processada no entreposto da Associação dos Pescadores e Piscicultores do Extremo Sul (Appesul) é destinada à alimentação dos alunos de escolas das redes estadual e municipal. No ano passado, foram entregues às escolas 53.641 quilos de peixe, entre filés e bolinhos.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink