Fida aposta na agricultura para erradicar pobreza no semiárido

Agronegócio

Fida aposta na agricultura para erradicar pobreza no semiárido

Fomentando o trabalho com caprinos, ovinos e piscicultura e ainda com irrigação e apicultura
Por:
1359 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

O governador Wellington Dias recebeu a Junta Executiva do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) na manhã desta segunda, 21, no Palácio de Karnak. Composta por representantes de dez países, a Junta chega ao Piauí para visitar os projetos desenvolvidos pelo programa Viva o Semiárido, que tem como objetivo reduzir a pobreza da população rural - homens, mulheres e jovens - que vive na região do semiárido piauiense. Para tanto, o Fida aposta no investimento e apoio à produção agrícola.

O Fundo, que é uma iniciativa das Organizações das Nações Unidas (ONU), aplica recursos no Semiárido piauiense, fomentando o trabalho com caprinos, ovinos e piscicultura e ainda com irrigação e apicultura. “O intuito é garantir os meios para a produção na área da agricultura, apoiando o produtor, garantindo assistência técnica e aumento da renda dos produtores e cooperativas. Os efeitos já são visíveis. Vários municípios em seis territórios do semiárido apresentam bons resultados”, pontuou o governador.

Ainda de acordo com Wellington, uma das vantagens do Fida é o apoio à produção de alimentos de agricultores de baixa renda, tanto com financiamento, por meio da concessão de créditos, como também com apoio técnico, permitindo - através de ações específicas - que a população rural pobre supere essa condição. “Estamos trabalhando projetos de incentivo e melhorias tecnológicas na agricultura e esperamos continuar contando com o Fundo não só para a conclusão do projeto, mas também para o firmamento de novas parcerias”, complementou Dias.

Segundo o representante da Junta Executiva do Fida, Yaya O. Olaniran, da Nigéria, o Fundo encontrou no Piauí um de seus melhores parceiros. “Isso porque o governador e sua equipe possuem uma visão promissora e estão preparados para fazer com que esse plano dê certo, junto aos outros parceiros. São projetos que focalizam as pessoas, levando-as onde querem ir, através de recursos e oportunidades que proporcionem a realização dos seus objetivos”, destacou.

Yaya Olaniran chama a atenção para o trabalho que será desenvolvido a partir da agricultura orgânica. “Após estudos de viabilidade descobrimos que um dos caminhos é a produção agrícola, mas aquela que não contém substâncias químicas venenosas, que respeitam a terra. O investimento via Fida nessa área é apenas parte de planos maiores. Está sendo desenvolvido um programa estratégico nacional e o volume de dinheiro que acompanhará esse plano será decidido em breve. O que podemos garantir é que uma boa parte do recurso será destinado ao Piauí”, finalizou.

O Piauí foi o escolhido dentre os países do Brasil para receber a visita da comitiva do Fida, que todos os anos escolhem uma região do mundo para conhecer de perto as ações desenvolvidas pelo Fundo. Os representantes conhecerão intervenções de negócio nas comunidades dos municípios de Valença, Ipiranga, Bela Vista, Picos e arredores, além de Simplício Mendes. Nessas regiões há uma forte atuação de pequenos produtores rurais, cooperativas de cajucultores e apicultores, que serão beneficiados com o fortalecimento das atividades, através do apoio ofertado pelo Fida.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink