Fiscais Federais reforçarão fiscalização na fronteira
CI
Agronegócio

Fiscais Federais reforçarão fiscalização na fronteira

Os fiscais devem reforçar a fiscalização na área de fronteira com a Bolívia
Por:

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Luís Carlos Guedes, determinou que fiscais agropecuários federais reforcem a fiscalização na área de fronteira com a Bolívia, onde foram detectados focos de aftosa recentemente. Num prazo de 10 a 15 dias, o Mapa enviará pelo menos 30 fiscais para o Mato Grosso, informou nesta quinta-feira (01-02) o diretor substituto do Departamento de Saúde Animal, Guilherme Marques. Os estados do Mato Grosso do Sul, Acre e Rondônia, também vizinhos do território boliviano, igualmente receberão apoio do governo federal para reforçar as ações de prevenção à doença na região.

Os fiscais federais agropecuários, adiantou Marques, vão atuar nas 10 barreiras fixas e quatro móveis existentes na fronteira seca do MT com a Bolívia. “Além disso, eles participarão da fiscalização nas 151 propriedades rurais localizadas na divisa do Mato Grosso com o território boliviano.” O apoio do Mapa aos serviços estaduais de defesa sanitária faz parte do plano emergencial para reforçar a vigilância no MT, MS, AC, RO. “Mas os fiscais desses estados já estão trabalhando na área”, assinalou o diretor substituto do Departamento de Saúde Animal.

A fronteira dos quatro estados com a Bolívia tem 3 mil e 166 quilômetros. No entanto, esclareceu Marques, a fronteira seca no MT é de 780 quilômetros. É nessa área que está sendo concentrado a vigilância devido ao trânsito ser mais intenso. Nos rios do MS, AC e RO, há barreiras fluviais. Segundo cálculos da Secretaria de Defesa Sanitária, o plano emergencial de prevenção à aftosa na região terá um custo de R$ 20 milhões.

Hoje (01/02), o MT começou a primeira etapa da vacinação anual contra a doença, prevista no calendário do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa. De acordo com o governo estadual, 5,6 milhões de cabeças de bovino, de zero a 12 meses, serão imunizados nesta etapa. O MT tem um rebanho de 27 milhões de cabeças de gado. A segunda fase da campanha será realizada em maio e a terceira, em novembro.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink