Florada precoce ameaça café em MG e SP

Agronegócio

Florada precoce ameaça café em MG e SP

Tradicionalmente a florada dos pés de café acontecesse entre o fim de agosto e início de setembro
Por:
50 acessos

Os cafeicultores identificaram uma florada precoce nos cafezais do Sul de Minas Gerais e do Norte de São Paulo, na região Mogiana, por conta da incidência das chuvas inesperadas que ocorreram nas últimas semanas. Trata-se de um fenômeno atípico, segundo o engenheiro agrônomo da Cooperativa Regional de Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé), Joaquim Goulart. Tradicionalmente a florada dos pés de café acontecesse entre o fim de agosto e início de setembro.

Para ele, a antecipação ameaça a próxima safra. Isso porque ainda restam 20% da safra atual a ser colhida. "Colheita e florada juntas não combinam; tanto a colheita mecanizada como a manual podem derrubar a floração", disse. A florada surgiu porque os cafezais foram "enganados" pelas chuvas, segundo declaração de Goulart.

Alguns exportadores de café, entretanto, acreditam que essa pode ser uma estratégia das cooperativas para que o preço da commodity chegue aos R$ 260 a saca previstos no leilão Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro). Segundo os exportadores, a maioria do café ofertado no leilão foi arrematada pelas cooperativas de Minas Gerais.

Pelo o segundo dia consecutivo, as cotações do café fecharam a Bolsa de Nova York (Nybot) em alta. Os contratos para setembro foram cotados a 117,65 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 1,24% em relação ao dia anterior. Na semana, os preços da commodity acumularam aumento de 4,39%.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink