Florestas ricas em espécies armazenam mais carbono
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,106 (1,48%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Imagem: Marcel Oliveira

MATA

Florestas ricas em espécies armazenam mais carbono

Estudo foi feito pela Universidade de Zurique
Por: -Leonardo Gottems
32 acessos

As florestas subtropicais ricas em espécies podem absorver, em média, duas vezes mais carbono do que as monoculturas. Uma equipe de pesquisa internacional com a participação da Universidade de Zurique avaliou dados de florestas cultivadas especificamente para esse fim na China com um total de mais de 150.000 árvores. Os resultados falam a favor do uso de muitas espécies de árvores durante o reflorestamento. 

Em 2009, o BEF-China começou como um experimento único de biodiversidade florestal em colaboração com instituições na China, Alemanha e Suíça. O projeto de grande escala investigou a importância da riqueza de espécies arbóreas para o funcionamento adequado dos ecossistemas florestais. Arvoredos compreendendo muitas espécies, desde monoculturas a parcelas muito ricas em espécies com 16 espécies de árvores foram plantadas em uma área de 670 metros quadrados. 

Após oito anos, essas parcelas de floresta rica em espécies armazenaram uma média de 32 toneladas de carbono por hectare na biomassa acima do solo. Em contraste, as monoculturas atingiram em média apenas 12 toneladas de carbono por hectare, menos da metade. Durante a fotossíntese, as plantas absorvem dióxido de carbono da atmosfera e convertem o carbono em biomassa. Quando uma floresta armazena mais carbono, isso reduz os gases de efeito estufa e também indica alta produtividade florestal. 

O fato de que a biodiversidade aumenta a produtividade já havia sido demonstrado por meio de experimentos em ecossistemas de pastagens na Europa e nos Estados Unidos. Ao contrário, uma vez que se presumia que todas as espécies de árvores ocupavam nichos ecológicos semelhantes, conjeturou-se um efeito mínimo da biodiversidade para as florestas. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink