Floricultores do Vale do Mucuri recebem capacitação técnica

Agronegócio

Floricultores do Vale do Mucuri recebem capacitação técnica

Objetivo é melhorar a qualidade da produção para conquistar novos mercados
Por: -Joana
1139 acessos
Floricultores de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, começam, na primeira quinzena de abril, os treinamentos de capacitação técnica para aprimorar a qualidade da produção e o nível de tecnologia usada na atividade. A região é um importante polo de plantas ornamentais, com produção anual de 350 mil mudas, que abastecem as regiões Nordeste e Sudeste do país. Entre as principais variedades produzidas, estão diversos tipos de palmeiras, mudas frutíferas e de árvores nativas, além de folhagens ornamentais.

Os cursos de capacitação dos floricultores serão dados por técnicos do sistema da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais e de outras instituições ligadas à atividade. Há mais de três décadas, cerca de 80 famílias de pequenos produtores das comunidades de Lajinha e Liberdade se dedicam à atividade, mas o baixo nível tecnológico era um obstáculo à expansão do setor.

“A proposta é oferecermos cursos de capacitação para os produtores, abrangendo temas que vão desde as técnicas adequadas de produção, controle de pragas e doenças, a importância da qualidade na produção e noções de paisagismo”, explica a assessora técnica da Superintendência de Segurança Alimentar e Apoio à Agricultura Familiar da Secretaria de Agricultura, Thyara Rocha Ribeiro, responsável pela organização dos treinamentos e uma das instrutoras.

Importância da qualidade
Para Thyara Ribeiro, melhorar a qualidade da produção é requisito básico para se ter competitividade e ganhar espaço no mercado. “Além disso, o momento é oportuno, em função da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no país. Acreditamos que haverá crescimento considerável da demanda por plantas ornamentais, usadas em projetos paisagísticos e arborização de espaços públicos”, afirma.

Os cursos fazem parte das ações implantadas pelas Secretarias de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), por meio do Polo de Inovação de Teófilo Otoni. Para este ano, estão programados sete cursos, com a participação de profissionais da Epamig, Universidade Federal de Viçosa e de Lavras, Sebrae-MG, Seapa e de empresas privadas.

Segundo o Coordenador de Projetos dos Polos de Inovação gerenciados pelas Sectes, Hilton Manoel, as ações vão fomentar as vocações locais, por meio da inovação tecnológica. Para este ano, está prevista também a realização do 1º Seminário de Plantas Ornamentais, que acontecerá em Teófilo Otoni, com a participação de especialistas de outros estados.

Outro reflexo positivo do processo de capacitação dos produtores é a inclusão do grupo na Câmara Técnica de Floricultura da Seapa. As câmaras técnicas apoiam o Conselho Estadual de Política Agrícola na formulação de políticas públicas para o setor. “A participação num fórum como este é importante, tanto para fortalecer o associativismo do grupo, como para a troca de experiências e informações. E isso é resultado de todo esse trabalho”, finaliza Tyara Ribeiro.

As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Agricultura de MG.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink