FMC anuncia expansão da fábrica em Uberaba

Agronegócio

FMC anuncia expansão da fábrica em Uberaba

Empresa fará investimento de US$ 10 milhões para aumentar 85% da capacidade produtiva da planta
Por: -Janice
4597 acessos
Empresa fará investimento de US$ 10 milhões para aumentar 85% da capacidade produtiva da planta
A FMC Agricultural Products, uma das maiores empresas de defensivos agrícolas do mundo em atuação no Brasil, acaba de anunciar o investimento de US$ 10 milhões na planta da empresa localizada em Uberaba, MG, onde são formulados todos os produtos comercializados pela companhia.

A meta é expandir a capacidade produtiva atual em 85%, passando dos atuais 35 milhões de litros produzidos por ano, para 65 milhões de litros anuais – meta produtiva a ser alcançada até 2015, de acordo com o plano da companhia de alcançar US$ 1 bilhão de faturamento em quatro anos.

Em 2010, a empresa registrou seu oitavo recorde consecutivo de receita ao atingir US$ 500 milhões. Os segmentos de cana-de-açúcar, algodão e soja foram responsáveis por um terço do total apurado. O resultado do ano passado supera em 21,6% as vendas registradas em 2009, de US$ 411 milhões.

No ano passado, a FMC já havia ampliado a linha de produção de Uberaba, duplicando a capacidade de produção da linha de inseticidas FW (à base de água). Na ocasião, a reestruturação contou com fábrica contou com aquisição de equipamentos e completa mudança de layout.

De acordo com André Cordeiro, diretor de operações e supply chain da FMC, a FMC revisou todos os procedimentos de segurança da fábrica, melhorou a ergonomia do ambiente, condições de armazenamento e iluminação, e elaborou projeto que possibilitasse um ambiente mais seguro e confortável para os operadores, e deve continuar assim. “A empresa investiu e investirá ainda mais na automatização das linhas de produção para assegurar produtos de altíssima qualidade bem como na área ambiental para evitar qualquer impacto desfavorável para o meio ambiente. A unidade fabril da FMC está há 16 anos sem incidentes com afastamento, o que equivale a 3 milhões de horas trabalhadas”, afirma.

As informações são da assessoria de imprensa da FMC.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink