Focos da ferrugem asiática aparecem mais cedo no PR
CI
Agronegócio

Focos da ferrugem asiática aparecem mais cedo no PR

Altas temperaturas e muita umidade favoreceram o aparecimento da ferrugem
Por:

Foram detectados focos em praticamente todo o Paraná. Na região de Guarapuava, a incidência não é considerada tão agressiva, principalmente porque os produtores estão atentos, monitorando as lavouras e fazendo a aplicação de fungicidas.

Segundo o engenheiro agrônomo da Coamo, Wilson Juliani, foram detectados focos em praticamente todo o Paraná, Oeste de Santa Catarina e Sul do Mato Grosso. "As condições climáticas para a ferrugem da soja estão plenamente favoráveis: altas temperaturas e muita umidade. Essas chuvas nesse início de ano favorecem o aparecimento da doença", diagnosticou, alertando que "se as temperaturas permanecerem altas e ocorrer muita chuva a tendência é aumentar a incidência".

Prevenção

Por isso, é de extrema importância que os agricultores façam o controle da ferrugem que, nesse momento, é exclusivamente por aplicação de fungicida. "Os produtores têm de observar a lavoura. A fase que se deve fazer a primeira aplicação é a chamada fase R2 da soja, quer dizer, o pleno florescimento", ensinou o engenheiro agrônomo. Segundo Wilson Juliani, o agricultor não deve ficar esper. Deve monitorar e aguardar a fase de pleno florescimento para aplicar o produto de forma preventiva. "Porque o controle é melhor e o período de proteção do fungicida se torna maior".


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink