Força-tarefa apreende 660 toneladas de alimento impróprio desde janeiro no RS

Agronegócio

Força-tarefa apreende 660 toneladas de alimento impróprio desde janeiro no RS

Foram 43 ações de fiscalização em 50 municípios gaúchos
Por:
585 acessos

Coordenada pelo Ministério Público, a força-tarefa do Programa Segurança Alimentar realizou, desde janeiro, 43 ações de fiscalização em 50 municípios do Rio Grande do Sul. Durante as ações, foram vistoriados mais de 220 estabelecimentos comerciais, entre supermercados, mercados, fruteiras, frigoríficos, feiras e restaurantes. No total, cerca de 660 toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram inutilizados pelos agentes.

Segundo o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Segurança Alimentar – (Gaeco), Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, o efeito pedagógico das operações junto aos estabelecimentos comerciais é o destaque das ações. “Todos locais que foram inspecionados mais de uma vez mostraram uma grande evolução e conscientes de suas obrigações para que os consumidores adquiram alimentos seguros”, declarou o promotor de Justiça.

No geral, os principais problemas encontrados nos estabelecimentos inspecionados foram produtos sem procedência, com prazo de validade vencido, com armazenamento inadequado, fracionados irregularmente e sem rotulagem.

O grupo da força-tarefa é formado, ainda pelos representantes das vigilâncias sanitárias Estadual e Municipais, Secretaria Estadual da Agricultura, Delegacia do Consumidor e Brigada Militar.

/Rádio Guaíba


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink