Forrageiras de inverno garantem a qualidade da cadeia produtiva

Agricultura

Forrageiras de inverno garantem a qualidade da cadeia produtiva

No Rio Grande do Sul, aveia e azevém são as espécies preferidas durante a época de frio
Por:
58 acessos

Com a aproximação do fim da safra de verão nas lavouras da região, é hora de o produtor escolher as melhores sementes para o plantio de inverno. Em propriedades que integram lavoura e pecuária, a aveia e o azevém têm sido as espécies mais recomendadas pelos especialistas. Estas forrageiras se destacam no mercado pelo seus índices de produtividade e qualidade nutritiva. De acordo com o diretor da Agrosul Sementes Forrageiras, Edmir Baggio, as pastagens de aveia e azevém asseguram uma boa cobertura do solo e aumentam a produção de leite e de gado de corte, além de se adaptarem facilmente ao clima e ao solo gaúchos. “Essas sementes de qualidade têm um rendimento muito maior. Isso reflete positivamente na renda do agricultor”, analisa.

A dificuldade que pastos naturais enfrentam para resistir ao frio nesta época de inverno é outro fator que influencia na preferência pelo cultivo de aveia e azevém, conforme explica o engenheiro agrônomo e responsável técnico da Agrosul, Pedro Henrique Mastella. “São forrageiras que servem muito bem para alimentação do gado. Nos últimos anos, também tem se difundido muito o cultivo consorciado delas, porque a aveia proporciona precocidade e o azevém proporciona qualidade, prolongando então o período de utilização".

Atuando em uma das maiores empresas do setor de forrageiras, Pedro também observa que a implantação de aveia e azevém é uma excelente alternativa para não deixar o solo ocioso durante o inverno. “Assim, se evita que a terra fique em pousio, protegendo o solo da chuva, evitando erosões e, posteriormente, o assoreamento de rios e córregos. Também no que se refere ao controle e ao aparecimento de pragas, doenças e ervas daninhas, antes do plantio da soja”, salienta.

A época de plantio de ambas as espécies varia de abril a junho, sendo o início de maio um dos períodos mais recomendados no caso da aveia preta destinada a colheita, já que nessa época os riscos de geada na formação do grão são menores. Sendo assim, a recomendação é que a aquisição das sementes para plantio de inverno seja feita preferencialmente antes de maio, a fim de garantir melhores preços e maior variedade.

Programa de Sementes Forrageiras

No início de abril, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) anunciou um apoio de R$ 4 milhões para a compra de sementes forrageiras, através do Programa de Sementes Forrageiras. O investimento deve contribuir para aumentar a produção e a produtividade nas propriedades, beneficiando em torno de 14 mil agricultores familiares do Estado e garantindo crédito para a formação de pastagens de inverno e verão.

O objetivo da iniciativa é propiciar aumento de produção e melhorar a qualidade do leite e dos rebanhos de corte nos estabelecimentos de base familiar. “Este programa dá segurança na formação de pastagem para o inverno, pois neste período o pasto é muito castigado, e o fornecimento de matéria verde é imprescindível, tanto para o gado de corte quanto o de leite”, explica o diretor do Departamento de Agricultura Familiar e Agroindústria da Seapdr, José Alexandre Rodrigues.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink