Fortaleza vai sediar o VI Congresso Brasileiro de Mamona
CI
Agronegócio

Fortaleza vai sediar o VI Congresso Brasileiro de Mamona

Evento será realizado durante quatro dias
Por:
A capital cearense será o palco do VI Congresso Brasileiro de Mamona, que acontecerá de 12 a 15 de agosto, na Universidade do Parlamento Cearense/Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará – INESP. Com o tema “Agricultura Familiar e Segurança Alimentar”, o evento tem como objetivos debater a organização da cadeia produtiva da mamona e de outros cultivos e incentivar o desenvolvimento do agronegócio sustentável das oleaginosas energéticas.


Paralelamente, também será realizada a terceira edição do Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, com enfoque nas culturas do algodão, amendoim, girassol, gergelim, dendê, palma, pinhão manso, entre outras.  São esperados cerca de 350 trabalhos científicos sobre os temas.

Serão quatro dias de palestras, conferências, painéis, apresentações de trabalhos científicos e mesas-redondas com os principais especialistas no assunto. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 800 participantes entre pesquisadores, estudantes, técnicos e agricultores. Entre as novidades deste ano estão a realização de minicursos gratuitos para cerca de 500 agricultores familiares dos estados do Ceará, Bahia, Paraíba e Rio Grande Norte. 


A programação preliminar do evento foi decidida pela comissão organizadora em reunião na última terça-feira (1º), na sede da Embrapa Algodão (Campina Grande, PB). A conferência de abertura abordará a temática “Políticas públicas para produção de oleaginosas no Brasil”, com a participação do coordenador-geral de Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, João Abreu. Em seguida, o coordenador-geral de Biocombustíveis do Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA, André Grossi Machado, apresentará “A experiência do selo combustível social e sua importância para as oleaginosas no Brasil”. Também serão apresentadas as experiências de outros países produtores de mamona como Israel e Argentina.

“Fortaleza foi escolhida para sediar esse congresso porque nós temos o Programa do Biodiesel do Ceará, que envolve mão-de-obra da agricultura familiar para a produção do biodiesel, em parceria com o MDA e a Petrobras, e produz não apenas a mamona, mas diversas outras oleaginosas como o algodão, amendoim e gergelim”, explicou o presidente do congresso e consultor da Secretaria de Agricultura do Estado do Ceará, Marcos Vinícius.


Os eventos serão promovidos pela Embrapa Algodão, Embrapa Agroenergia e Governo do Estado do Ceará, com apoio do Instituto Agropolos do Ceará, Ematerce, Assembleia Legislativa do Ceará, MDA e Mapa.

Mais informações: (83)3182.4380 ou www.cbmamona.com.br

 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink