Francês avalia o mercado não-transgênico


Agronegócio

Francês avalia o mercado não-transgênico

Por:
1 acessos

O mercado de soja não-transgênica poderá crescer nos próximos anos, mas dificilmente ultrapassará os 25% do total da demanda. Este prognóstico, principalmente para a União Européia, foi dado pelo professor francês Jean-Yves Carfantan representante da Fesia - França no Mercosul, que palestrou no 14º Fórum Nacional da Soja, na Expodireto Cotrijal 2003.

Segundo José Diel, integrante da comissão organizadora da Expodireto, uma pesquisa de opinião feita ontem pela manhã com visitantes na entrada do parque revelou que 81,7% são favoráveis e 18,3% contra o cultivo da soja transgênica.

Marcos Sawaya Jank, da USP, abordou, no Fórum, questões sobre os desafios do agronegócio na Alca e na OMC. Para ele, o fim dos subsídios aos produtores rurais não é tão relevante quanto um possível fechamento do acesso de países em desenvolvimento aos mercados consumidores.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink