Frango: 10 principais importadores aumentam volume, mas receita recua
CI
Agronegócio

Frango: 10 principais importadores aumentam volume, mas receita recua

China é o segundo maior importador de frango do Brasil
Por:

Exceto por uma troca de posições entre China e Emirados Árabes Unidos (este ocupando agora, por pequena diferença na receita cambial, o quarto lugar ocupado no 1º quadrimestre de 2014 pela China), o quadro dos 10 principais importadores da carne de frango brasileira permanece inalterado.

Dos 10, a maioria (60%) aumentou o volume importado, neutralizando o recuo apresentado por quatro deles e garantindo que as importações do grupo aumentassem 2,68%. 

No tocante à receita cambial, no entanto, o desempenho se inverte pois apenas quatro países propiciaram aumento de receita – resultado que reflete a queda de quase 12% no preço médio do produto. O corolário disso foi uma redução de 7,77% da receita cambial dos 10 principais importadores.

Já foi mencionado, mas não custa repetir que, em volume, o mercado chinês (China + Hong Kong) firma-se cada vez mais como o segundo maior importador da carne de frango brasileira. Com 224 mil toneladas, entre janeiro e maio ficou à frente do Japão e, inclusive, da Europa (UE + demais países europeus). 

Como, porém, importa itens com menor agregação de valor, na receita cambial o mercado chinês permanece na terceira posição, atrás de Arábia Saudita e Japão.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink