Frango vivo: em junho, o menor número de cabeças do semestre

Agronegócio

Frango vivo: em junho, o menor número de cabeças do semestre

Com base na produção de pintos de corte dos seis meses decorridos entre novembro de 2015 e abril de 2016 conclui-se que em junho corrente o número de cabeças de frango
Por:
415 acessos

Com base na produção de pintos de corte dos seis meses decorridos entre novembro de 2015 e abril de 2016 (dados da APINCO), conclui-se que em junho corrente o número de cabeças de frango enviadas para o abate corresponderá ao menor volume real do primeiro semestre de 2016.

O gráfico abaixo aponta nessa direção. Nele, supôs-se que os pintos alojados mensalmente tiveram viabilidade de 96% e que foram abatidos aos 42 dias de idade.

Pelo gráfico (que mostra os volumes nominais mensais), o menor volume deste semestre foi registrado em fevereiro. É preciso lembrar, no entanto, que o mês é mais curto. Assim, ajustados os abates de fevereiro para um mês de 30 dias (como junho corrente), observa-se que o volume então disponibilizado para o abate superou o do presente mês.

Por sinal, é também em junho que se registra a menor variação do semestre em relação ao primeiro semestre de 2015. Dois meses atrás, em abril, o volume destinado ao abate foi 6,32% maior que o de um antes. Agora, a diferença está em apenas 3,24%.

A despeito da presente redução, o semestre está sendo encerrado com um volume 5% maior que o do mesmo semestre do ano passado. De toda forma, a maior parte do aumento (+5,5%) concentrou-se no primeiro trimestre do ano. Já no segundo trimestre o incremento foi de 4,6%.

Não há indicações, ainda, do volume de pintos de corte produzido em maio passado. Mas supondo-se que tenha se mantido (não só em maio, mas também em parte de junho) na média dos quatro primeiros meses do ano – 550 milhões de cabeças – o segundo semestre do ano será aberto com um volume de frangos ainda menor que o de junho.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink