Frete sobe em Mato Grosso com nova safra
CI
Imagem: Divulgação
GRÃOS

Frete sobe em Mato Grosso com nova safra

Motivo seria a maior demanda por caminhões para escoar a safra
Por: -Eliza Maliszewski

Os preços dos fretes estão mais altos em Mato Grosso, principal estado produtor, com a nova safra de grãos em processo de colheita. O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) estimou os custos para os principais destinos em seu boletim semanal.

O trecho Sorriso-Miritituba (Pará) teve avanço mensal de 71,54%, devido também grande concentração da demanda por caminhões neste período, pois os produtores precisam escoar a produção para cumprir com seus contratos. 

De Sorriso a Rondonópolis onde há terminal ferroviário que escoa a safra para São Paulo, o frete dos caminhões subiu 103%, e o valor médio da tonelada está em R$ 163. De Sorriso a Paranaguá (PR) o acumulado no mês é de 28% com a tonelada em R$ 322.

A colheita de soja da safra 2020/21 totalizava, até a última sexta-feira (19), totalizando 34,51% das áreas. Apesar da alta concentração das colheitadeiras trabalhando os altos volumes de chuvas afetam os trabalhos e fazem com que o ritmo de colheita seja mais lento. O maior percentual colhido fica com a região Oeste do Estado que ultrapassa 50% do total das áreas. A estimativa de produção é de 35.489.696 toneladas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.