Frio beneficia cultivo de frutas no RS

Agronegócio

Frio beneficia cultivo de frutas no RS

A maioria das plantas exige temperaturas abaixo de 7ºC para obter equilíbrio de coloração e teor de açúcar
Por:
1125 acessos
As baixas temperaturas do final de semana devem resultar em melhor qualidade de frutas no Rio Grande do Sul. O coordenador estadual de fruticultura da Emater, Antônio Conte, explica que a maioria das plantas exige temperaturas abaixo de 7ºC para obter um bom desenvolvimento com equilíbrio de coloração e teor de açúcar. "As laranjas produzidas aqui são mais alaranjadas e saborosas do que as do Sudeste devido ao equilíbrio de frutose." Se as temperaturas forem abaixo de 2ºC, o que permite ocorrência de geada, o clima se torna prejudicial aos cítricos, queimando as frutas.


Segundo Conte, o ideal seria que as temperaturas fossem contínuas, o que permitiria melhor brotação e maturação. Os benefícios já são visíveis no Vale do Caí. Estão em colheita as bergamota Caí, com 25% das frutas colhidas, e a Ponkan, em início de colheita dos 900 hectares plantados na região. Entre as laranjas, a colheita abriu pela Céu Gaúcha, Seleta, Shamouti e Umbigo.


A geada também é benéfica para macieiras, ameixeiras e videiras, que se preparam para entrar na fase de floração. "Quanto mais frio estiver, mais energia elas terão depois para o desenvolvimento, e, se apresentarem uma bonita e plena floração, é sinal que a safra será boa." O frio também colabora para o controle de doenças. Conte diz que as temperaturas mais baixas interrompem o ciclo de pragas, como o da mosca-da-fruta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink