Frio na Califórnia faz suco disparar

Agronegócio

Frio na Califórnia faz suco disparar

As previsões de danos climáticos nos pomares da Califórnia fizeram os preços voltarem ao maior nível desde dezembro
Por: -Fernando Lopes
2 acessos
As catastróficas previsões de danos climáticos nos pomares da Califórnia, segundo maior Estado produtor de laranja dos EUA, tiveram efeito retardado no mercado de suco na bolsa de Nova York. Nessa terça-feira (16-01), quando foram divulgadas estimativas de quebra de até 75% da produção californiana, a commodity registrou leve queda em razão da ação de especuladores. Mas nessa quarta-feira (17-01), pelo mesmo motivo, os preços dispararam e voltaram ao maior nível desde dezembro - quando vigorava o mais elevado patamar em 16 anos.


Os contratos para março fecharam a quarta-feira a US$ 2,0755, em alta de 710 pontos, ao passo que os futuros para maio subiram 635 pontos, para US$ 2,0385. "A Califórnia não é tão importante assim [para a formação de preços do suco], mas os estoques estão tão baixos no mercado, e a reposição está tão pequena, que toda notícia minimamente negativa passa a ter uma expressão muito grande", afirma Maurício Mendes, presidente da Agra-FNP.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink