Frio preocupa produtores em Campo Mourão/PR

Agronegócio

Frio preocupa produtores em Campo Mourão/PR

Milho safrinha está na fase de floração na região
Por:
3518 acessos
Milho safrinha está na fase de floração na região
 
Com o plantio um pouco mais atrasado do que em anos normais, o medo dos produtores em relação ao milho safrinha é grande. As altas expectativas dependem do clima que nos três últimos dias tem mostrado que o frio pode chegar mais cedo do que muitos esperavam. Além do risco de geada, a baixa temperatura faz com que o desenvolvimento da planta seja mais lento.

Na safra atual, foram plantados 265 mil hectares, 22% a mais do que em 2010. O aumento da área foi incentivado pelo preço. No início do plantio, há 50 dias, o economista do Departamento de Economia Rural (Deral) do Núcleo Regional da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab), havia descrito o fenômeno do aumento como uma ‘febre’. “Muita gente está plantando”, dizia ele. “O preço é o grande incentivador.” No início da safra a alta no preço chegou a representar um crescimento de 70% no preço em relação ao mesmo período de 2010.

Mas toda essa expectativa depende de um fator externo aos esforços do produtor e às expectativas de mercado, o tempo. Segundo o Engenheiro Agrônomo Marcílio Yoshio Saike, as plantas estão na maior parte da região no início da fase de florescimento. “A maioria das lavouras ainda não está granada. Alguns ainda se encontram em fase de desenvolvimento vegetativo. Isso coloca um risco grande caso ocorra alguma geada.”

Ele estima que até o final do mês a geada pode causar grandes danos às lavouras de milho, caso venha a ser registrada na região. Mas pelo menos para os próximos dias, a previsão é somente de frio intenso. “Só podemos confiar em previsões a curto prazo. Essas acompanhamos diariamente e elas mostram que pelo menos até quinta-feira, as temperaturas se mantenham abaixo da média”, diz.

De acordo com o Instituto Simepar, hoje a mínima será 9ºC, amanhã 10ºC e na sexta-feira os termômetros voltam a marcar mínimas acima dos 10ºC: será 13ºC na sexta-feira e 14ºC no sábado. O instituto alertava nesta terça-feira (03) que algumas regiões do estado ainda corriam risco de geadas fracas nesta madrugada.

Desenvolvimento da planta

Além do risco das geadas, o desenvolvimento do milho é mais lento com temperaturas muito baixas. “Isso quer dizer que demora mais para ela fechar o ciclo. Quanto mais quente, mais rápido é o ciclo da planta.” O Engenheiro Agrônomo explicou ainda que abaixo de 10ºC, a planta está parada, ou seja o grão deixa de se desenvolver. “Com isso fica mais tempo suscetível ao clima e às doenças que são mais comuns nessa época do milho.”

Com o início um pouco mais tarde do plantio, o desenvolvimento está um pouco atrasado. “Por enquanto esse atraso não tem muito a ver com a questão do clima, até porque o frio começou mesmo essa semana”, comenta. Os cuidados para que isso não interfira no resultado final são grandes. “Os produtores já estão fazendo o manejo e o controle da área. Doenças estão se manifestando, mas nada que comprometa por enquanto”, finaliza Saike.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink