Frio traz necessidade de proteger eqüinos da gripe
CI
Agronegócio

Frio traz necessidade de proteger eqüinos da gripe

A melhor opção é a vacinação, que garante excelente custo-benefício aos criadores
Por: -Sandra

A aproximação dos meses mais frios traz a necessidade de proteger os cavalos da gripe eqüina, ou influenza, doença altamente contagiosa. A melhor opção é a vacinação, que garante excelente custo-benefício aos criadores, pois é comprovadamente menos oneroso proteger os animais do que tratá-los. A informação é de Leonardo Alves, gerente de produto das linhas de eqüinos da Fort Dodge Saúde Animal.

Alves recomenda cuidado em todas as regiões do País, embora a situação seja ainda mais crítica em regiões onde o frio é mais intenso e há maior incidência de problemas respiratórios. Segundo ele, estudos científicos realizados em 2005 revelam que, no Rio Grande do Sul, estima-se que 65,4% dos eqüinos são soropositivos para a influenza; no Rio de Janeiro, 35,9%; no Pará, 35,79%.

Alves explica que todos os eqüinos são susceptíveis ao vírus da gripe, independentemente de raça, sexo ou idade; embora seja mais comum em animais jovens.

A Fort Dodge Saúde Animal dispõe ao mercado eqüino a linha de vacinas Fluvac, em duas versões, Fluvac Innovator EWT e Fluvac Innovator EHV 4/1. Seu principal diferencial é a produção com a cepa contra a gripe eqüina, mais atualizada do mercado (Kentucky 1997).

Fluvac Innovator EWT protege os eqüinos da gripe, encefalomielite (leste e oeste) e de tétano. A Fluvac Innovator EHV 4/1 protege da gripe e de herpes vírus eqüino, que pode causar doenças respiratórias e aborto em éguas. As informações são da assessoria de imprensa da Fort Dodge.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink