Fuga de fundos deve durar apenas um mês

Agronegócio

Fuga de fundos deve durar apenas um mês

O movimento de saída de fundos de investimentos dos contratos agrícolas deve perdurar apenas 30 dias
Por:
175 acessos

O movimento de saída de fundos de investimentos dos contratos agrícolas - que se intensificou na última quinta-feira, com queda nos preços internacionais de todas as commodities - deve perdurar apenas 30 dias, segundo analistas. No entanto, eles acreditam que os fundamentos do mercado diminuem os riscos desses papéis e garantem a volta dos investidores. Segundo relatório da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), dos Estados Unidos, divulgado na última sexta-feira, na Bolsa de Nova York (Nybot), os fundos de investimentos respondiam por 16;perc; dos contratos agrícolas na semana de 8 a 14 de agosto ante a 18;perc; na anterior. Em Chicago, 31;perc; dos negócios estavam nas mãos dos fundos, volume semelhante à semana anterior. A maior oscilação, no entanto, ocorreu na quinta-feira - resultado que estará no relatório desta semana. De acordo com analistas, na soja, foram 12 mil contratos apenas naquele dia. "Os fundamentos de produção, consumo e estoque levam a entender que os risco são menores nas commodities agrícolas que em outros ativos", diz Antônio Sartori, diretor da Brasoja. Segundo ele, diferente dos preços dos imóveis dos Estados Unidos, que estavam acima valor, os agrícolas se fundamentam pelos estoques baixos dos grãos no mundo. "A queda verificada na semana passada foi um exagero. Os fundos venderam um pouco de cada papel. Depois, vão precisar fazer escolhas de investimento e as commodities não vão deixar de ser opção", diz Sartori.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink