Fumo supera projeções e alcança 720 mil toneladas
CI
Agronegócio

Fumo supera projeções e alcança 720 mil toneladas

A produção envolveu 182 mil produtores, que obtiveram uma receita de R$ 3,8 bilhões, em 730 municípios
Por: -Renata

A produção das lavouras de fumo na Safra 2007/2008 superou as projeções iniciais do setor e manteve o Brasil como o segundo maior produtor mundial. De acordo com números oficiais do Sindicato da Indústria do Fumo (Sindifumo), o volume total chegou a 720 mil toneladas nos três estados do Sul do Brasil, numa área plantada de 354 mil hectares. A produção envolveu 182 mil produtores, que obtiveram uma receita de R$ 3,8 bilhões, em 730 municípios. A safra 2006/2007 chegou a 760 mil toneladas, graças à produtividade acima da média histórica do setor.

As projeções para a safra 2007/2008 apontavam, em agosto de 2007, uma produção de 703 mil toneladas. Em janeiro deste ano, com a expectativa de quebra da produção, principalmente nas áreas de plantio tardio, a projeção caiu para 678 mil toneladas. No entanto, isso não se confirmou e a compra do produto, encerrada junto às empresas do setor no início do mês de agosto, apontou para a comercialização de 720 mil toneladas, sendo 608 mil do tipo Virgínia, 100 mil de Burley e 12 mil de Galpão Comum. Deste volume, 50% foram produzidos pelo Rio Grande do Sul, 33% por Santa Catarina e 17% pelo Paraná.

Para a Safra 2008/2009, a expectativa é de um aumento no volume, com a produção de 760 mil toneladas, numa área a ser plantada estimada de 376 mil hectares. Este crescimento, conforme o Sindifumo, deve-se à boa remuneração da cultura na última safra e à demanda do mercado externo. O número de produtores na atividade, que se manteve estável nas últimas safras, também deve ter um pequeno acréscimo, chegando a 186 mil, em 730 municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

EXPORTAÇÕES – Depois do recorde histórico conquistado em 2007, quando 700 mil toneladas de fumo foram exportadas, gerando uma receita de US$ 2,2 bilhões (FOB), o setor fumageiro projeta um bom desempenho para 2008. A expectativa é de 650 mil toneladas sejam embarcadas até o final do ano, com um faturamento de US$ 2,6 bilhões (FOB), mantendo o país como o maior exportador de fumo em folha do mundo. Os principais mercados do fumo brasileiro são a União Européia, Extremo Oriente, América do Norte e Leste Europeu e ainda alguns países da África, Oriente Médio e América Latina. As informações são da assessoria de imprensa do Sindifumo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.