Funcafé tem juros reduzidos e alterações nas regras de armazenamento
CI
Agronegócio

Funcafé tem juros reduzidos e alterações nas regras de armazenamento

Taxas são de 5,5%/ano para contratos a partir de 1º de julho
Por:
Resolução do CMN traz mudanças em relação ao armazenamento das sacas depositadas como garantia para os financiamentos de estocagem

As taxas de juros das operações com recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) foram reduzidas de 6,75% para 5,5% ao ano para os contratos feitos a partir de 1º de julho. Os financiamentos realizados anteriormente a esta data continuam com encargo financeiro de 6,75% ao ano. A determinação foi divulgada em reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) ocorrida na semana passada e publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 2 de julho.


O texto da resolução do CMN traz mudanças em relação ao armazenamento das sacas depositadas como garantia para os financiamentos de estocagem. A partir de agora, não existe mais a obrigatoriedade de estrados de madeira nos armazéns credenciados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


Na avaliação do diretor do Departamento do Café, da Secretaria de Produção e Agroenergia do Mapa, Edilson Alcântara, “as medidas vêm ao encontro do que está acontecendo com a economia brasileira e significa uma vitória de todo o sistema produtivo brasileiro”.


Confira aqui a íntegra da Resolução Bacen Nº 4.099.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink