TECNOLOGIA

Fungo Trichoderma hazianum também é nematicida

Já vem sendo usado como fungicida microbiológico
Por: -Leonardo Gottems
2606 acessos

O fungo Trichoderma harzianum já vem sendo usado nos sistemas agrícolas brasileiros como fungicida microbiológico nos últimos dez anos. Agora, a Koppert do Brasil anuncia que o produto Trichodermil SC 1306 pode ser aplicado também como nematicida microbiológico para a cultura da cana-de-açúcar, combatendo diretamente fungos e nematoides fitopatogênicos. 

O registro do Trichodermil SC 1306 com a função dupla fungicida e nematicida microbiológico foi liberado através da aprovação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA). As alterações nas recomendações de uso do produto ocorreram através da publicação do Ato N.º 77 no Diário Oficial da União de 18 de Setembro de 2017. 

De acordo com Luciano Olmos Zappelini, gerente de Produção e Desenvolvimento da Koppert do Brasil, a ampliação do uso do fungicida/nematicida microbiológico é resultado de “repetidos campos experimentais, bem como ensaios de praticabilidade agronômica contra o alvo Pratylenchus zeae (nematoide das lesões)”. 

“Através de muita inovação em pesquisa frente aos diferentes modos de ação do agente biológico de controle Trichoderma harzianum, cepa 1306, constatou-se que alguns metabólitos ou enzimas possuem ação direta sobre populações de nematoides fitopatogênicos, dentre eles o Pratylenchus zeae”, explica ele. 

O Trichodermil SC 1306 foi o primeiro produto registrado no Brasil a base do fungo Trichoderma hazianum, obtido pela Koppert no ano de 2007. Os dados de campo apontam eficácia do produto na redução e controle de diferentes alvos, tais como Fusarium (podridão), Rhizoctonia (mela ou tombamento) e Sclerotinia (mofo branco) para diversas culturas desde grãos, gramíneas e HF. 

“Seu modo de ação ocorre de maneiras distintas, dentre elas pelo controle de fungos fitopatogênicos, uma vez que o Trichoderma possui alta competência em colonizar solos e sistemas radiculares. O Trichoderma ainda possui a capacidade de parasitar escleródios e hifas e fungos causadores de doenças no solo, inviabilizando-os e contribuindo significativamente na redução da incidência de doenças. A solubilização de nutrientes no solo tornando-os disponíveis às plantas também é atribuída a ação do Trichoderma na rizosfera”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink