Galapagos Capital finaliza oferta do primeiro Fiagro do mercado brasileiro
CI
Imagem: Nadia Borges
AGRONEGÓCIO

Galapagos Capital finaliza oferta do primeiro Fiagro do mercado brasileiro

Captação foi de quase 50 milhões de reais e envolveu investidores profissionais
Por:

A Galapagos Capital, gestora de investimentos independente de estratégias não correlacionadas e globais, anunciou o encerramento da oferta inicial do primeiro Fiagro do mercado brasileiro, o Galapagos Recebíveis do Agronegócio Fiagro Imobiliário (GCRA11). A operação foi coordenada pela Guide Investimentos e realizada com esforços restritos (ICVM 476), com foco em investidores profissionais. A captação foi de quase 50 milhões.

Administrado pela Singulare, o objetivo do fundo é o investimento em operações de crédito estruturado para o agronegócio por meio, principalmente, de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs), que financiam de revendas agrícolas, a indústria de alimentos, produtores de grãos e proteína. Todos os recursos captados pelo GCRA11 já foram integralmente investidos em CRAs estruturados pela Galapagos com taxa média de IPCA + 8% a.a. e CDI + 6% a.a.

Desde a sua fundação a Galapagos já estruturou mais de 250 milhões de reais em crédito para o agronegócio e conta com mais 500 milhões de reais em operações de crédito no pipeline. Com o GCAR11, a Galapagos permite aos investidores acessar essas operações de crédito estruturadas para o agronegócio, que normalmente ficavam nas mãos de bancos e alguns tipos de investidores -- além de contar com a capacidade de estruturação e análise de crédito próprias da gestora.

“A Galapagos foi criada com foco no crédito estruturado e o agronegócio é um dos setores em que mais atuamos, seja por meio da estruturação de CRAs e outros títulos de crédito do agronegócio ou por meio da gestão de fundos de investimento. Quando surgiram as discussões sobre a criação do Fiagro, nos envolvemos diretamente na formatação do veículo junto com a B3 e com a Singulare, o que nos permitiu a agilidade no lançamento”, conta Andrea Di Sarno, sócio da gestora. O pedido de listagem do fundo aconteceu assim que a B3 passou a aceitar as solicitações, em 2 de agosto.

A decisão por seguir o caminho da oferta inicial restrita se deu pela agilidade e pelo alinhamento de interesses entre gestor e investidor, presente nesse modelo. A captação do fundo contou também com a participação de investidores da gestora de patrimônio do grupo, a Galapagos Wealth Management.

O Galapagos Recebíveis do Agronegócio Fiagro Imobiliário estará disponível para negociação na B3 a partir do dia 22 de novembro de 2021, por meio do ticker GCRA11. Em breve, a gestora fará a divulgação do prospecto para liberação ao público geral. A nova oferta pode captar até 500 milhões de reais.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.