Gargalos podem represar expansão potencial
CI
Agronegócio

Gargalos podem represar expansão potencial

O sucessivo crescimento da produção causa um volume excedente
Por:
Segundo o coordenador da Expedição Milho Brasil, Giovani Ferreira, a cultura do milho no país vive um momento bastante delicado. O sucessivo crescimento da produção causa um volume excedente entre consumo e demanda de 20 milhões t. “Do total de 73,6 milhões t produzidas neste ciclo, 50 milhões vão para consumo interno, principalmente a avicultura. Mas é preciso conquistar mercado internacional para dar vazão a essa produção excedente. No ano passado, o Brasil exportou 20 milhões t, o dobro de 2011, mas isso foi possível por conta da quebra da safra dos Estados Unidos, maior exportador de milho do mundo. Porém, neste ano a expectativa é de que os norte-americanos recuperem a produção, podendo colher até 360 milhões t”, comenta Ferreira.


Além da incerteza do mercado externo, o milho ainda enfrenta outros gargalos. Um dos principais é a falta de armazéns. O assunto é uma das pautas que a Famato enviou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para compor o Plano Safra 2013/2014. “Nossa solicitação foi uma linha de crédito específica para armazenagem, com prazo de pagamento entre 15 e 20 anos, com taxa de juros de 3% ao ano. Estamos confiantes que seremos atendidos, pois o governo Federal tem visto que sem logística e armazenagem não há condições de manter a produção de grãos no Brasil”, comenta o diretor de Relações Institucionais da Famato, Rogério Romanini.


EXPEDIÇÃO – A equipe da Expedição Milho Brasil é formada por técnicos e jornalistas. Ontem eles saíram de Cuiabá rumo à região oeste do Estado. Em Mato Grosso, a expedição passa pelos municípios de Campo Novo do Parecis, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste e Itiquira.


Eles irão percorrer nas próximas duas semanas os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e São Paulo, os principais produtores de milho de segunda safra do país. Durante a viagem, as equipes irão ouvir representantes de todos os elos da cadeia produtiva, dentro e fora da porteira, nos setores públicos e privados e traçar os desafios e as oportunidades que o milho brasileiro tem pela frente. (MP com assessoria)

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.