Gigantes sucroenergéticas dão mais um passo para fusão
CI
Imagem: Pixabay
TRANSAÇÃO

Gigantes sucroenergéticas dão mais um passo para fusão

A integração de negócios entre a Biosev e do Grupo Raízen marca uma nova trajetória
Por: -Eliza Maliszewski

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada em 08 de abril de 2021, os acionistas da Biosev S.A. (Biosev) aprovaram a incorporação das ações da companhia pela Hédera Investimentos e Participações S.A. (Hédera). A incorporação de ações é um dos passos para a incorporação de negócios envolvendo Biosev, Raízen Combustíveis e Raízen Energia (companhias do Grupo Raízen), conforme anunciado ao mercado em fevereiro ("Transação").

Após a decisão, os acionistas da Biosev que decidiram não exercer seu direito de retirada receberão ações da Hédera, companhia de capital fechado que não solicitará registro de companhia de capital aberto integrante do segmento Novo Mercado. Além da migração dos acionistas da Biosev para sua base, a Hédera receberá a participação da Biosev no Terminal Exportador de Açúcar do Guarujá (TEAG) e assumirá uma parte da dívida reestruturada da Biosev, que constituem etapas obrigatórias para a conclusão da ação.

Como parte da reestruturação societária em andamento da Biosev, estão sendo oferecidas opções de venda aos acionistas minoritários que migrarem para a Hédera, ao preço unitário de US$ 2,00 (dois dólares americanos). Acionistas interessados em aceitar essa oferta deverão assinar o Contrato de Opção de Compra e Venda de Ações com o acionista controlador da Hédera até 30 de abril de 2021.

A integração de negócios entre a Biosev e as companhias do Grupo Raízen marca uma nova trajetória para as companhias, reconhecendo as conquistas da Biosev no aumento de eficiência operacional e o potencial de inovação e crescimento da Raízen no setor.

O negócio envolve nove unidades produtoras estrategicamente localizadas (seis no Estado de São Paulo, duas no Mato Grosso do Sul e uma em Minas Gerais), representando uma capacidade instalada de moagem de até 32 milhões de toneladas de cana. Com isso a Raízen passa a contar com um total de 35 unidades produtoras, cerca de 1,3 milhão de hectares de área cultivada, totalizando uma capacidade instalada de 105 milhões de toneladas de cana. A operação inclui também cogeração de energia, com capacidade de exportação de até 1.3 GWh de energia elétrica/ano, e uma área de 280 mil hectares de cana plantada.


 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink