Ginseng é alternativa de renda


Agronegócio

Ginseng é alternativa de renda

Por:
111 acessos

O estande de plantas medicinais da área da Emater no Show Rural Coopavel traz como novidade este ano o cultivo de ginseng. A cultura representa mais uma alternativa de renda para pequenos produtores já que uma pequena área gera um bom rendimento. "O ginseng entrou no mercado há pouco tempo e a procura dos consumidores é grande", relata a engenheira agrônoma Rosane Dalpiva Bragatto.

A raiz da planta é comercializada em pó ou em cápsulas. O processo consiste em cortar, secar e moer a raiz. É uma fonte energética que propicia a oxigenação cerebral e melhora a disposição. O ginseng é típico de regiões de solo úmido e comumente encontrado em beira de rios e lagos. O ciclo da cultura vai de 18 a 24 meses. O cultivo é novidade na região de Cascavel. A maior parte dos produtores se concentra na região de Londrina.

O preço pago pelo ginseng verde é de aproximadamente R$ 0,60 o quilo. Em um hectare é possível produzir oito toneladas da planta. Segundo o técnico da Emater, Irineu Vojssczak, o manejo da cultura não é difícil, mas exige bastante mão-de-obra, principalmente na colheita e capina. O custo de produção em um hectare é de cerca de R$ 3,2 mil, contando preparo mecanizado do solo, contratação de mão-de-obra e a compra de mudas, que pode ser feita apenas no primeiro ano. O valor da aquisição corresponde a mais de 60% do custo total. Uma opção é comprar algumas mudas e multiplicá-las em viveiro próprio. Do segundo ano em diante, o produtor tem material para produzi-las. Oito toneladas de ginseng verde podem ser comercializadas por até R$ 4,8 mil.

A venda de ginseng já processado pode garantir uma renda maior para os agricultores. Nesse caso, o produtor tem que considerar investimentos em máquinas para lavar, picar, secar e moer as raízes. A comercialização direta com laboratórios também pode render um retorno maior. "A área plantada com ginseng serve ainda como alimento para as abelhas, pois as flores estão presentes quase o ano inteiro", informa a engenheira agrônoma Rosane Dalpiva Bragatto.

As plantas estão expostas no estande da Emater no Show Rural. A feira agropecuária é promovida todos os anos pela Cooperativa Agropecuária Cascavel (Coopavel) com apoio da Emater e da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento. A exposição funciona das 8h às 17h. O endereço é BR-277 km 577, Cascavel. A feira termina hoje.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink