Glymax e Coodetec reúnem proprietários de 150 mil hectares no Paraguai

Agronegócio

Glymax e Coodetec reúnem proprietários de 150 mil hectares no Paraguai

Os agricultores fazem parte do projeto de Verticalización, desenvolvido em toda região produtora do País
Por:
2468 acessos

Os agricultores fazem parte do projeto de Verticalización, desenvolvido em toda região produtora do País

Cerca de 150 mil hectares do Paraguai estiveram representados pelos seus proprietários em dois eventos, que ocorreram no Paraguai, no dia 30 de novembro, na cidade de Katuetê e, no dia 1º de dezembro, em Santa Rita. Esses agricultores fazem parte do projeto de Verticalización, que a Glymax e a Coodetec mantêm no Paraguai.

Conforme o gerente comercial da Glymax, Fábio Vicentini, os integrantes do projeto de Verticalización tem acesso ao conhecimento exclusivo e de forma antecipada. “Os agricultores que fazem parte do projeto são referencias no Paraguai. Eles foram selecionados através de uma análise de mercado, por isso têm a oportunidade de conhecer as novas tecnologias em genética vegetal, e principalmente difundi-las entre os demais produtores”, explicou.

Para o agricultor Pedro Kawata, da cidade de Pedro Juan Caballeiro, que tem uma área de 1.500 hectares, é um privilégio fazer parte do grupo de Verticalización. “Ficar sabendo das novidades em tecnologia desenvolvidas pela Coodetec, em primeira mão, faz toda diferença. Ganhamos tempo e quando as cultivares e híbridos são lançadas para o mercado em geral, nós já estamos colhendo os resultados”.

Kawata já plantou a CD 250RR STS nesta safra e está muito satisfeito. “A minha expectativa de colheita é grande, é uma cultivar mais rápida, o arranque inicial surpreendeu. A lavoura está muito bonita.” Ele destacou também a segurança que sente em relação aos produtos Coodetec. “Esse atendimento diferencial e a oportunidade de esclarecer dúvidas com técnicos e pesquisadores da Cooperativa, de forma direta, são o grande diferencial”.

O evento – Os produtores assistiram a três palestras, nos dois eventos. O coordenador de marketing e difusão de Coodetec, Charles Drumond Ayub falou sobre o mercado futuro de milho e o posicionamento técnico do CD 384. “O CD 384 é um excelente material, com alta produtividade, sanidade foliar e estabilidade de produção. Outro detalhe importante é que o custo é baixo e a rentabilidade é alta”, detalhou.

O gerente comercial – Sul, da Coodetec , Marcelo da Costa Rodrigues, apresentou as novidades em soja para a safra 2011. “Vivemos um novo momento na Coodetec, agora com cultivares mais precoces, com ciclo médio de 110 dias, mantendo o alto potencial produtivo”. A CD 250RR STS já faz parte desse novo portfólio. “É superprecoce, com potencial produtivo, excelente porte de plantas em semeadura antecipada, crescimento indeterminado com ótimo engalhamento,” comentou.

O gerente da divisão de pesquisa da Coodetec, Ivan Schuster também ministrou palestra nos dois eventos. Ele apresentou o trabalho da biotecnologia nas culturas de soja e milho. Schuster abordou questões relacionadas a cultivares transgênicas e apresentou os principais projetos da Coodetec nessa linha, além da legislação em pesquisas específicas para o Paraguai.

O pesquisador também falou sobre as cultivares de soja resistentes à seca. A Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola – Coodetec trabalha, desde 2007, na elaboração de uma semente capaz de suportar os efeitos da falta de chuva e, mesmo com pouca água, ser produtiva. “Estamos em uma fase que chamamos de teste de conceito. Introduzimos um gene tolerante a seca em plantas de soja e agora vamos avaliar qual a intensidade da proteção que esse gene pode oferecer em uma situação de estresse por falta de água”, detalhou Schuster.

Clube Costilla com Tecnologia – Depois das palestras, os agricultores ainda participaram de uma confraternização, que já se tornou marca registrada na Glymax. Eles receberam também um certificado de participação.

As informações são da assessoria de imprensa da Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola – COODETEC.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink