Agronegócio

GO: Emater realiza 1º Dia de Campo da Fruticultura

Serão apresentadas tangerina e laranja ideais para suco e banana tolerante ao mal-do-Panamá
Por:
1332 acessos

Na Estação Experimental de Anápolis, serão apresentadas tangerina e laranja ideais para suco e banana tolerante ao mal-do-Panamá
  
No dia 10 de junho (sexta-feira), a partir das 8h, a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), realiza o 1º Dia de Campo da Fruticultura na Estação Experimental de Anápolis, onde serão apresentadas variedades de tangerina, laranja e banana avaliadas para cultivo em Goiás.
 
O evento é voltado para produtores, técnicos e pesquisadores interessados no cultivo de citros e banana, e contará com a presença de autoridades estaduais e municipais. Na ocasião, serão realizadas palestras técnicas e visitas aos campos experimentais de duas variedades de tangerina, duas de laranja e um clone de banana-maçã.
 
Durante as visitas, será possível verificar a adaptabilidade das fruteiras ao clima e solo goianos. Além disso, os participantes poderão se informar sobre outras 30 variedades de laranja e 40 variedades de tangerina diferentes que estão sendo avaliadas pela área de Pesquisa da Emater.
 
Frutas apresentadas
Entre os destaques do Dia de Campo está a tangerina de mesa Imazu Poncan. Originária do Japão, a cultivar tem baixa acidez e é ideal para suco. Também de origem nipônica, a tangerina Decopon, que se destaca pela ausência de sementes, está entre as fruteiras a serem visitadas.
 
Diferenciada por apresentar acidez muito baixa, a Lima Sucory é uma das variedades de laranja de mesa a serem mostradas. De acidez muito baixa, é indicada para consumo por bebês e idosos. Outra cultivar da fruta a ser visitada, a Cara Cara, é originária da Venezuela, não possui semente e tem a polpa bastante avermelhada. A cor intensa deve-se ao excesso de licopeno em sua composição. Estudos internacionais indicam que esse pigmento carotenoide e fitoquímico é altamente antioxidande e pode prevenir alguns tipos de câncer.
 
Por sua vez, a cultivar de banana-maçã a ser apresentada se diferencia pela tolerância ao mal-do-Panamá, doença causada pelo fungo Fusarium oxysporum, que leva à morte da planta e pode exterminar o bananal. Ainda sem registro oficial, essa cultivar surgiu de uma mutação espontânea. Na Estação Experimental de Anápolis estão sendo realizadas as pesquisas para validação dos índices técnicos dessa fruteira.

Programação

8h: Recepção e Inscrições

8h30: Abertura
9h: Saída da 1ª turma para visitação
9h30: Saída da 2ª turma para visitação
10h: Saída da 3ª turma para visitação
10h30: Saída da 4ª turma para visitação
11h: Encerramento

1º Dia de Campo da Fruticultura
Data: 10 de junho de 2016 (sexta-feira)
Hora: a partir das 8h
Local: Estação Experimental de Anápolis
Endereço:  BR 060, Km 89 – Zona Rural – Anápolis/GO
Inscrições no local
Participação gratuita

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink