Goiás deve manter área de sorgo em 2007

Agronegócio

Goiás deve manter área de sorgo em 2007

Mesmo assim, o Estado deve manter o título de maior produtor nacional
Por: -Redação
2 acessos

Os números finais da safra agrícola deste ano trouxeram uma surpresa: a queda de 18,83% na produção de sorgo em Goiás. Foram colhidas 530,92 mil toneladas do grão.

Para o próximo ano, o prognóstico é de manutenção da área plantada ou de ligeira queda, em função da expansão do cultivo do milho, também na safrinha. Mesmo assim, o Estado deve manter o título de maior produtor nacional.

O sorgo é uma cultura atrelada ao milho, explica o gerente da área de grãos e oleaginosas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), João Paulo Morais. Segundo avalia, o milho será a vedete da safrinha do ano que vem, ganhando espaço nos diversos Estados produtores de grãos. Mas isso não deve significar uma redução significativa da área do sorgo.

A Conab está prevendo que a produção brasileira de sorgo cresça cerca de 4%, atingindo 1,610 milhão de toneladas. Os dados são do terceiro levantamento de plantio para a safra 2006/07 e podem ser considerados preliminares. “Vai depender do comportamento do milho no início do ano”, insiste João Paulo. Ele afirma, entretanto, que o sorgo é uma cultura resistente à seca, de baixo custo de produção e que, por isso, seu cultivo não deve sofrer retrocesso.

Segundo a previsão preliminar da Conab, o Centro-Sul deve seguir como a maior região produtora de sorgo no País. A área cultivada prevista é de 607,4 mil hectares, 2,0% inferior aos 619,9 mil hectares cultivados na safra passada.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink